E o algoritmo do Facebook mudou (de novo)

Dessa vez, o alvo é a prática de clickbait (linkbait ou isca de cliques). Mas o que é isso? São aquelas chamadas que te fazem querer clicar desesperadamente em um link, como estas:

“Você não vai acreditar no que aconteceu quando este pai passou a tarde sozinho em casa com a filha”.

“Dez razões para ter um saca-rolhas (A terceira vai te deixar espantado!)”

“Ela colocou um dente de alho embaixo do travesseiro antes de dormir e você não vai acreditar no resultado!”

Tudo isso é clickbait e, de acordo com os pesquisadores do Facebook, estas chamadas intencionalmente deixam de informar algo crucial ou enganam as pessoas, forçando-as a clicar para descobrir a resposta.

Assim, os engenheiros da rede anunciaram novas alterações no algoritmo do feed de notícias, com o objetivo de reduzir o alcance deste tipo de post. E como eles vão fazer isso? Analisando nosso comportamento ao clicar em links em posts.

Se você clica em um link e volta muito rapidamente para o Facebook, isso pode ser sinal de clickbait, por exemplo (você chegou ao site e viu que não era nada do que você estava esperando, voltou para o Facebook). Mas não é só isso.

Eles também estão se esforçando para identificar as frases, palavras ou estruturas mais usadas como iscas e já categorizaram centenas de exemplos que (1) retêm informações necessárias para compreender o conteúdo do artigo em questão, e (2) exageram a chamada, criando expectativas enganadoras para o usuário. Quer exemplos?

(1) A chamada “Você não vai acreditar em quem tropeçou no tapete vermelho” retém informações necessárias para a compreensão ao não deixar claro quem caiu e o que aconteceu de fato.

(2) A chamada “Maçãs realmente fazem mal para você?” traz um exagero na informação que engana o leitor, já que maçãs só fazem mal quando consumidas em quantidade exagerada.

O que fazer se você usa clickbaits para compartilhar seu conteúdo?

Simples: o algoritmo aprende com o passar do tempo e com as informações que recebe. Ou seja, se muitos links de um determinado domínio são clickbaits, esses posts perderão relevância e alcance. Entretanto, se, com o passar do tempo, você melhorar suas chamadas, ele vai entender a mudança e vai voltar a subir suas publicações no ranking do feed de notícias.

E, para quem não estava fazendo nada disso, o jogo segue normalmente. Que venha a criatividade para chamar a atenção em um mar de posts!


Quer saber mais sobre Mídias Sociais?

Aqui você lê sobre a mudança anterior do Feed de Notícias.

Aqui você lê sobre a mudança do algoritmo do Instagram.

Aqui você lê sobre WhatsApp marketing.

Aqui você lê sobre Gestão de Crise em Redes Sociais.

Aqui você lê sobre como fazer marketing digital em tempos de mudança.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Mariana Klein B’s story.