Palavras.

Ela era livre

Mas gostava das palavras

Se misturava à elas

Trepava com elas

Como quem explode de tesão

Letra por letra

Entorpecendo a alma de palavras

Rabiscava-as na pele

A sangue frio

E gozava versos

Queria eternizar

Na pele, na tela e no papel

O êxtase das palavras não ditas.

(Mariana L. de Almeida).