“Só não entendo porque ela se perdeu no Coaching” — Mariana Marco explica.

Dia desses eu estive conversando com uma ex-aluna que estava participando de um Treinamento que eu ministrava. Falamos sobre “os tempos” em que eu ministrava aulas na Graduação de Psicologia, falamos sobre os colegas de curso, sobre os planos para o futuro, e ela me disse…

Eu estou amando esse treinamento. Muitas coisas não aprendemos na faculdade… Sairei daqui em vantagens!!

Fiquei extremamente contente e logo completei: Sairá, com certeza! Uma pena seus colegas não estarem aqui participando também. Tenho carinho por eles…

Ela me olhou sorrindo e continuou:

Os alunos sempre dizem: Uau! A Mari Marco faz uns cursos legais!! Ela era boa professora… Pena que ela se perdeu para o Coaching?”

E foi nessa hora que eu pensei: preciso explicar! rs

  1. Se perdeu? Gente… se tem uma coisa que o Coaching faz com as pessoas é ajudá-las a SE ACHAREM! Perdidos estão aqueles que ainda não pensaram sobre si mesmos e continuam repetindo/imitando professores e profissionais porque pensam que assim “é o certo”. Perdidos estão aqueles que POR MEDO continuam os mesmos dia após dia. Eu ME ENCONTREI!
  2. Não… O Coaching não me abduziu, não! Continuo SENDO PSICÓLOGA e essa é a REAL BASE-CIENTIFICA do meu trabalho. O que eu aprendi no Coaching — DEPOIS DE MESTRADO, ESPECIALIZAÇÃO, APROFUNDAMENTOS E APRIMORAMENTOS NA PSICOLOGIA — foram ferramentas (muito boas, por sinal!!) que só fortaleceram o meu propósito de desenvolver o melhor das pessoas. Em tempo: nunca deixei de estudar a Psicologia.
  3. E as pessoas no Coaching são superficiais, não são? Sinceramente… tem muitos que são, sim! Assim como na Psicologia! Na medicina, na engenharia e em qualquer lugar. Em todas as profissões encontraremos os que se aprofundam e os que nadam no raso. Cabe a você, fazer o seu melhor e aprofundar-se como profissional. E ao cliente analisar o que melhor lhe convém.
  4. Eu poderia fazer isso de DESENVOLVER O MELHOR DAS PESSOAS só cursando Psicologia? Poderia… mas aí sim, eu seria uma profissional superficial! Vocês REALMENTE ACHAM QUE APENAS UM CAMPO DE ESTUDO É CAPAZ DE EXTRAIR O MELHOR DAS PESSOAS? Pesquisem sobre neurociência, física, biologia, negócios, vendas e até mesmo espiritualidade!!
  5. Os Coaches querem pegar o lugar dos Psicólogos? Que tal parar de reclamar do ‘mercado injusto’ e usar a ciência que você aprendeu para construir o mundo justo que você quer viver? Quem sabe você não “pega” o lugar deles…

Então, queridos ex-alunos, colegas e até amigos que “estranham” a versão Mari Marco sem medo de ser quem é… podem ficar a vontade a partir de agora!

Essa sou eu: feliz, desenvolvendo pessoas, entregando resultado e pagando as próprias contas, sem reclamar, em tempos de crise.

E não fique pensando que a vida é mais fácil sem chefe!! Ninguém trabalha sem superiores. Eu mesma tenho mais de 50 deles por mês: Meus amados e satisfeitos clientes.


Essa conversa aconteceu no intervalo do Treinamento Clínicas e Consultórios: que negócio é esse? — que aconteceu em Taubaté no último dia 10. Recebi profissionais da Psicologia e Fisioterapia e também estudantes. Foi um curso com poucos participantes, porém (e até talvez por isso) muito intenso e transformador. Se você quer se beneficiar da minha profundidade e das ferramentas que mudaram a minha vida e a vida de muita gente, participe da TURMA II em São José dos Campos.

Dia 22 de julho de 2017. No L’Oasi Coworking.

Clique aqui e garanta sua vaga AGORA!