Da coleção conversado com artistas mortos:Temos “Conversado com Deus”.

Eu: Deus você me encurta?
Deus: ……
Deus:…… sim, minha filha
Eu: Que bom, queria muito que o senhor me ouvisse, a vida toda tentei encontra o senhor, e nunca tiver sucesso, tentei ser católica mais não conseguir, estudei o ateismo mais não gostei, o judaísmo sempre me pareceu distante, me encontrei no materialismo mais mesmo assim, ainda sinto um estranhamento, uma agonia que nenhuma ideologia material conseguiu ocupar.
Deus: O que eu sou, o que eu fui, o que serei… não tem haver com dogmas e regras, mais sim com a vontade de acreditar.
Eu : O senhor acha que homem criou os deuses e o senhor por carência e medo? 
Deus: Se você respira bem, você vai sentir que eu sou tudo e não sou nada, estou nas pedras, nas árvores, e no universo. 
Eu: Sim, acho que o senhor não é um senhor. O senhor é o cosmo, o universo, a natureza. 
Deus: Sei que você busca respostas, mais antes das respostas exite as perguntas, é infelizmente a humanidade, sempre fez as perguntas erradas, e como consequências recebera as respostas que não esperava.
Eu: Minha educação crista, diz que o pensamento que o senhor não é o criador, é uma blasfêmia, que sera punida, no dia do juízo final, 
Deus: Para onde me irei do teu espírito, ou para onde fugirei da tua face? Se subir ao céu, lá tu estás; se fizer no inferno a minha cama, eis que tu ali estás também. 
Eu: Um vez Heráclito disse que “Nem um deus nem um homem fabricou o universo mas sempre foi e é e será um fogo sempre vivo, que segundo suas próprias leis (métro) se acende e se apaga”
Deus: O princípio é a alma
Eu :Como?
Deus: Não tem resposta, tenho que ir, pense nas perguntas certas.