Psicodelia

San Lorenzo”, Boogarins.

Existem sentimentos que nos revisitam com sensações ressignificadas… E essas sensações, uma vez que revisitadas, às vezes vêm pra ficar… Ou vir e voltar, ir embora de vez, ou mesmo tentar ficar pra sempre… Sempre neste círculo vicioso.

Ele chegou a mim como sensação mista de anos 70, 80, e atualidade… Ele veio a mim como quem vem em um cometa: com pressa, intensidade e golpe profundo… Realmente, um cometa: magnífico, intenso, destruidor… E, ainda assim, criador de coisas novas.

Como descrever a sensação de revisitar sons, sensações e experiências, que se tem anos atrás, com alguém que você conhece há tão pouco tempo? É realmente uma sensação de estar em casa, de estar onde se deveria estar…

Você é meu hippie junkie punk dos tempos pós-modernos, meu amor… Acho que essa é uma pequena descrição, muito resumida, de como o vejo… E como você se mostra a mim… E isso é deliciosamente instigante

Você é minha psicodelia em forma de gente… E essa sensação, de êxtase, que há muito havia perdido, é maravilhosa… E sou eternamente grata por me proporcionar a lembrança dessa parte de minha essência…

O caminho de nosso amor marginal está somente começando, mas já sabemos o que somos capazes de transformar e melhorar em nós mesmos e no que podemos viver.

Tão pouco tempo e tanta intensidade… os deuses devem nos abençoar muito, meu amor…

Que sejamos vida enquanto quisermos ser! E que sejamos livres! E que amemos muito, intensamente…

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.