Desenvolvimento de um site baseado nos conceitos de Editorial Design. Mas não é qualquer site. O motivo é nobre: contribuir com a inclusão e empoderamento da mulher no mercado da tecnologia!

Objetivo do Projeto

Desenvolvido para o projeto de número 5 do Ironhack, a proposta consiste num site focado em Editorial Design. Se esse conceito não é tão claro pra você, eu explico: trata-se do alinhamento entre organização do conteúdo escrito ao elementos visuais/estéticos do design tais como fontes, cores, tipografia e hierarquia de informação. Tudo isso, claro, visando levar em consideração o leitor desse conteúdo, em suas subjetividades e desejos mais concretos.

O projeto foi feito em conjunto com meu colega de turma Thibault Barre.

Briefing: como saber exatamente as dores de uma persona que já foi mapeada?

A maior parte dos projetos que desenvolvemos até então, tínhamos feito o processo de discovery da persona. No entanto, pra esse projeto, a persona já estava mapeada. Tinham 7 perfis diferentes e nós tínhamos que escolher 1 e desenvolver todo o projeto em cima dela. O desafio aí foi depreender além dos fatos dados, e tentar compreender exatamente quem era a persona escolhida, quais suas dores reais e como criar um conteúdo que fosse relevante pra ela.

Pra isso, eu fui mapeando as palavras-chave do briefing, e cheguei no seguinte quadro:

Image for post

Ideação

A partir das palavras-chave anteriores, parti pro processo de entender e desenvolver possíveis ideias, hipóteses e elementos pra solução final.

  • De todos os tipos de conteúdo na internet que a persona consumia, Gênero e Identidade se destacou como uma linha editorial menos explorada do ponto de visto de quantidade de conteúdo produzido em comparação os outras linhas trazidas pela Elaine.
  • Dentro dessa linha editorial trabalhar conceitos práticos e teóricos de empatia e voluntariado.
  • Conteúdos + pockets e bastante imagéticos já que ela não teria muito tempo para consumi-los.
  • Investindo na linha editorial de gênero e identifdade, trazendo conceitos práticos e teóricos de empatia e voluntariado, buscando como objetivo final desse conteúdo: Racionalidade, busca por novas paixões, trabalho/vida pessoal.

Comprovação das hipóteses

Mesmo tendo pulado a etapa de descovery e de descobrimento da persona, a pesquisa precisa aparecer em todos os momentos onde você percebe no desenvolvimento de um produto que está lidando mais com hipóteses e achismos do que com fatos. E claramente, no processo de ideação ficou nítida a necessidade de embasar os nossos direcionamentos. Pra isso, recorremos à pesquisa secundária (desk research), pra entender qual era o cenário de produção de conteúdo sobre gênero e identidade, realidade do mercado de trabalho e como as mulheres estão consumindo conteúdo no Brasil.

Encontramos 2 levantamentos feito pelo site Think with Google, na seção “Tendências de Consumo”, no final do ano passado: Dossiê BrandLab — A busca por diversidade no Brasil e o Para planejar bem o Dia das Mães, você precisa conhecer melhor as mulheres vários dados importantes sobre consumo e produção de conteúdo. E no levantamento feito no site Workana, em que foi possível entender as disparidades de gênero no mercado de trabalho em TI (segmento o qual queríamos atacar e que iria ao encontro dos objetivos da persona: Racionalidade, novas paixões, trabalho/vida pessoal).

Os dados usados para o embasamento da ideia, foram:

Image for post

Solução

A partir de todo esse quebra-cabeça de ideias, elementos e embasamento da hipótese chegamos a seguinte conclusão final sobre a linha editorial do site:

Referência em conteúdo relevante sobre a mulher e o mercado de trabalho de tecnologia, visando empoderá-las e diminuir as diferenças de gênero nesse segmento.

Por isso, nasceu o: Elatech. Um junção entre o pronome “ela”, e o prefixo de tecnologia <> technology em inglês technology “tech”. E o slogan: Porque lugar de mulher é onde ela quiser e, inclusive, na tecnologia.

Image for post

A missão do site consiste em informar e inspirar leitoras [e também leitores, porque não?]. Os conteúdos são divididos através das grandes áreas de produto/tecnologia: UX Design, Front End, Back End e Data, e vão desde gráficos bem ilustrativos, vídeos e textos pockets com uma lingagem técnica porém acessível, já que sabemos que as mulheres estão bem atrás também no famoso “technês” usado muito nos sites de tecnologia cuja maior parte dos leitores é, masculina. Existe também uma seção chamada “Ela Inspira”, em que trazemos depoimentos de mulheres reais, que atuam já no mercado, contando seus sucessos e fracassos pra chegar onde chegaram.

Image for post
Uma acessada rápida no protótipo

Style Guide e Mood Board

O site foi todo prototipado no Figma. O background da maioria das páginas é branco, com os elementos das seções sendo dividivos por cores fortes pra conseguir situar melhor o usuário, e dar a sensação real de que os assuntos são bem categorizados.

Todos as nossas referências e benchmarkings se basearam em sites com uma pegada pop, moderna e ativista.

Image for post

Próximos Passos

Obviamente que pra todo MVP é imprescindível e desejável já mapear as possíveis iterações no produto, especialmente se for um projeto real. E nesse projeto, identificamos alguns pontos:

  • Criar um sistema de notificação todo momento em que uma nova matéria é publicada.
  • Criar um podcast do site e disponibilizá-lo em streamings.
  • A partir de parcerias com sites de educação disponibilizar vouchers de desconto para as usuárias do site, visando contribuir com o engajamento.

Por ora, vou ficando por aqui. Aproveito também pra agradecer ao meu colega de projeto, Thibault Barre pela objetividade e minimalismo francês, e a mentoria dos professores Fulvio Irente, Emerson Niide e Daniela Castro.

Até mais o//

Written by

Uma socióloga, outsider do mundo da tecnologia que encontrou no design e na engenharia de software uma maneira prática de entender/melhorar a vida das pessoas.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store