Educomunicação e processos de produção digital

Já houve um tempo em que eu deixava a ansiedade e o medo me aterrorizarem. Passou. Apresentar um trabalho para os colegas da quinta série era um filme de drama ou de terror. Hoje, ministrar uma oficina para uma turma de mestrado em Ensino de Humanidades e Linguagens tem aventura, ação, suspense, comédia e até emoção, mas drama e terror? Não.

Em outubro, ministrei a oficina “Educomunicação e processos de produção digital: as mídias sociais como espaço de ensino e aprendizado” e foi muito legal! A atividade foi realizada na Unifra, universidade em que eu fiz a graduação em Jornalismo e o MBA em Mídias Sociais Digitais.

Então, o cenário do meu curta metragem era bem familiar. E foi na sala 114 do Prédio 13 que conversamos sobre internet, tecnologia, mídias sociais, educação e muitas das mudanças que aconteceram num espaço tão curto de tempo fazendo com que todo mundo tenha que se reinventar todos os dias.

Nosso papo foi muito legal e acho que consegui apresentar alguns recursos que fazem parte do meu dia a dia e que podem ser muito úteis para quem trabalha com educação. Como a ordem agora é compartilhar e eu apoio e defendo essa ideia, nada mais justo do que colocar parte do material da oficina à disposição. Então, é só conferir!

Ah, também estou à disposição para conversar caso você tenha se interessado pelo assunto (mariannaantunes@gmail.com) ;)

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.