Não é mais papel

Por: Marília França

A tecnologia está cada vez mais fazendo com que coisas tradicionais se modernizem, um exemplo disso são os livros. Surgimentos de aplicativos que disponibilizam a leitura em modo digital tem se popularizando. Os e-books como são mais conhecidos, é qualquer conteúdo de informação semelhante a um livro que pode ser lido em equipamentos eletrônicos. Facilidade como controle do tamanho da fonte, opção de compartilhar conteúdo pelas redes sociais é o diferencial. O Kindle é um dos mais conhecidos leitor de livros digitais. Desenvolvido pela Amazon, já tem mais 100 milhões de downloads no Play Store, permite aos usuários comprar e baixar, livros, revistas ou jornais.

Pesquisas recentes dizem que aproximadamente 20% dos brasileiros já leram livros em formato digital. Além do convencional o que tem crescido também é o de livros didáticos nestas plataformas, o MEC, inclusive, tem cobrado de editoras que coleções antes só encontradas em papel faça parte do PNLD (Plano Nacional do Livro Didático) e sejam disponíveis em formato digital.

As novas tecnologias tem dado oportunidade de escritores mostrarem seus trabalhos sem nenhum custo, como acontece no Wattpad, com mais de 50 milhões de downloads, com opções de histórias variadas para todos os gostos.

Essa forma de livros digitais tem concedido à opção para quem quer ler e não tem condições ou tempo de ir comprar um livro físico, a facilidade que tanto se tem cobrado na sociedade hoje, a adaptação de mais um clássico, para um mundo de uma coisa tão recente como a internet.