Um galo na sacada da sobreloja

Mari Mendes
Sep 20, 2017 · 2 min read
Imagem do google-que-tudo-vê

Na sacada de uma sobreloja na Rua Coronel Benedito Pires tem um galo empalhado. Empoleirado na sacada, como uma dessas “namoradeiras” de mau gosto, só que galo. Impávido galináceo que vigia a população.

Não tenho certeza se é empalhado mesmo, porque a distância que a miopia causa não me deixou averiguar precisamente.

Mas a questão é: não importa o furdúncio do centro, ele sempre está lá. Na sua calmaria paralisada de bicho reconstituído da morte, congelado no tempo, condenado a permanecer em posição de manequim Challenge continuamente.

Sua presença bem que poderia ser obra dum Norman Bates sorocabano, que entendido das taxidermias trocou as entranhas molengas por palha e, assim, eternizou a postura altiva do bicudo.

Eu, como sonhadora e observadora de sacadas de sobreloja que sou, prefiro pensar que o galo empalhado é uma piada. Um lembrete para que a gente pense no quão cômico é o espetáculo da cidade vista dos olhos vítreos do animalzinho rígido.

Mas, pensando aqui comigo, pode bem ser obra de um lojista supersticioso, que colocou o valente animal como um escudo contra o mau-olhado. Ou então, quem sabe, foi um jeito carinhoso de acalmar a saudade que um dono atencioso sentiu do seu galinho que morreu. Vai saber.

Eu bem que gosto de olhar para ele toda vez que passo pela rua. Meio que para ter certeza da sua presença debochada.

Certa vez, passando por lá, por um breve instante, entre uma respiração e outra, pensei em perguntar por ele na loja. Quem sabe não consigo conhecer sua verdadeira origem? Ainda bem que desisti. Seria loucura demais. Melhor é escrever sobre ele.

Mas assim, caso você saiba a qual é a origem do animal, por favor, explique porque o coitado está de castigo olhando a gente ir e vir de sacola na mão. Eu ficaria muito feliz em saber.


Mari Mendes é uma pessoa, mãe, redatora, escritora e ~social media~.Tudo isso de maneira autodidata.

É colaboradora da Alarme Feminista e tem uma página bem modesta no Facebook. Para quem é de Instagram, também é possível acompanhar suas viagens por lá.

No mais, eu me fortaleço é nas suas palmas. Por isso, por favor. Obrigada.

Mari Mendes

Written by

Escrevo porque me quero

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade