Veja bem, Catarina, a vida tem lá seus macetes em confundir a cabeça da gente: todo quadrado é um retângulo, mas nem todo retângulo é um quadrado. E às vezes a gente que prefere literatura a matemática pena pra entender. É tudo uma questão de ponto de partida, ora. Você sabe que adoro as flores, Catarina? Foi assim aprendi as exatas. Todo pomar é jardim, mas nem todo jardim é pomar. Isso porque jardim é ambiente planejado, essa coisa de ar livre, próprio pra cultivo de quaisquer plantas. O pomar não deixa de ser planejado, Catarina. Mas necessariamente o cultivo é de árvores frutíferas. Por isso um é outro, mas o outro nem sempre é o primeiro. A vida é essa pilhéria, incógnita o nome! Nó que é nó a gente chama de nó. Mas nó que é vistoso chama laço. E não tem importância em se exaustar ao tentar entender! Permita-se desbravar o labirinto da vida. Quem sabe às vezes, ao invés de centauros, você não esbarra numa ninfa?

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Marina’s story.