Eu nunca vou ter tempo para escrever
Taís Bravo
975

A minha, a sua, a nossa luta. Meus cadernos estão recheados de ideias, mas eu chego ao fim do dia tão esgotada mentalmente, que às vezes só quero deitar e fritar meu cérebro com alguma coisa banal na televisão.
Ainda assim, escrevo todos os dias — nem que sejam só as ideias e os esboços. E escrevo ainda mais sobre escrever!

Like what you read? Give Mariana Zambon Braga a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.