Justamente os paralelos do Kundera com Nietzsche:
Aryanne Audrey
21

É por isso que morremos de medo de tudo, o medo paralisar, não nos deixar ir além. As vezes queremos coisas bem “limitadas”, já por medo do desconhecido que amedronta cada um de nós.

Like what you read? Give Mar Ribeiro a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.