ORGULHO

Hoje (28/06) é a data em que é celebrado mundialmente o Orgulho LGBTI. Alguns tentam deslegitimar o sentimento de Orgulho da comunidade, alegando que a condição de pessoa LGBTI não oferece motivos para esse sentimento tão nobre (considerando o sentido positivo da palavra), mas será?

A palavra Orgulho usada neste contexto é a contraposição direta à palavra vergonha, frequentemente empregada por fundamentalistas para desqualificar sentimentos legítimos como o afeto de um homem por outro homem ou de uma mulher por outra mulher, por exemplo. O Orgulho invoca um sentimento de resistência em nós para combater um sistema que tenta destroçar todos aqueles que são diferentes dos padrões sociais e religiosos impostos.

A pior opressão é a política de invisibilidade que tranca milhões de pessoas dentro de seus armários e as obriga a viver vidas falsas. A pior tortura para uma pessoa é ter sua existência negada sem nenhum fundamento palpável.

Por isso, mesmo quando aqueles que são cheios de privilégios tentem suprimir seu Orgulho, insurja-se mais colorido do que nunca, contestando, resistindo e lutando. Estamos no caminho certo, mas o percurso é longo.