Meu amigo falou na minha cara que eu estava acomodado

É amigo, suas palavras foram atiradas como pedras, mas elas serviram para fazer um barulhão dentro da minha cabeça que me fizeram perceber que sim, eu estou acomodado e preciso mudar isso.

Com 22 anos tenho tantos sonhos e desejos guardados dentro de mim, que por algum motivo, deixei-os trancados e parei de correr atrás deles. E há algum tempo vivo dizendo para mim mesmo “deixa pra depois, quando terminar a faculdade vai sobrar tempo”, “deixa pra quando sobrar algum dinheiro”, “deixa pra quando eu arrumar um emprego melhor”. E na verdade, eu só vou deixando as coisas para depois, me contentando — , ou melhor, achando que estou contente com o que tenho — e vivendo uma vida sem desafios e sem metas a seguir.

Não sei como fui me acomodar. Apenas aconteceu. Mas graças a Deus, tenho amigos ao meu lado que me fazem enxergar que tem algo errado em minha vida e que é necessária uma mudança drástica.

Às vezes, não temos capacidade suficiente para notar como nossas vidas estão e não percebemos que está na hora de mudanças severas em nossa rotina.
Vivemos deixando tudo para depois. Pensando que amanhã será diferente. Mas na realidade, o que deixamos para amanhã, será deixado para o outro dia e depois para o outro… e para o outro. Vivemos esse ciclo vicioso. Vivemos na inércia e não saímos deste mundinho preguiçoso, onde não alcançamos nossos sonhos, pois infelizmente, em nosso subconsciente, achamos que tudo está bom como está. E acabamos por viver uma vida sem graça.

Porém, hoje, eu acordei diferente. Realmente dormi com ideias e acordei com atitudes. Clichê, eu sei. Mas é verdade. E agora, ganhei uma força a mais para seguir em frente e finalmente sair da minha zona de conforto e tomar coragem para ir além.

Obrigado, amigo. Por me lembrar de quem eu sou e o que eu posso fazer. Graças a você, agora a minha vida vai tomar um novo rumo ou pelo menos eu tentarei fazer o possível e o impossível para chegar o mais próximo destes não tão novos desafios e sonhos. Você despertou em mim, uma vontade de fazer mais, que há algum tempo havia sido extinta.

E, por mais que no final nada dê certo, pelo menos saberei que eu não deixei meus sonhos morrerem só porque eu estava acomodado demais para tentar alcançá-los.

- Ah se todo mundo tivesse um amigo que chutasse sua bunda e mostrasse que sua vida pode mudar… Para melhor…
Mais uma vez. Obrigado, meu amigo!
One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.