2017: o ano que aprendi sobre amizades

Fazendo um balanço de tudo que passei em 2017, percebi que foi o ano das amizades (ou o fim delas). Foi o ano em que mais precisei dos meus amigos e pude descobrir quem realmente estava do meu lado.

Descobri também que não devemos dizer sim para tudo só para agradar aqueles que correm conosco. Às vezes, é necessário dizer não para que aquela pessoa caminhe com as próprias pernas. Para alguns pode parecer estranho, mas o não é necessário para o crescimento do outro e o fortalecimento da amizade.

Amigo que é amigo te aceita como é, não te rotula e nem tira sarro do seu jeito de vestir, andar, falar… Amigo cumpre com suas próprias responsabilidades e não te sobrecarrega com elas.

Amigo de verdade está aqui para te dar conselhos e puxões de orelha, mas é você quem decide se é bom ou ruim, se os segue ou não. Amigo não te dá as costas quando você deixa de carregar os problemas dele. Amigo de verdade te ajuda!

Muitas vezes você opta por se distanciar para não prejudicar ainda mais aquela amizade que você acreditava ser verdadeira. Você precisa tomar um ar, ter um espaço e espera que seus amigos te entendam. Mas não é bem isso que acontece e é nesse momento que você percebe quem está do seu lado realmente.

É nessa hora que você passa a dar valor àquelas amizades que estavam escondidinhas num canto. Amizades estás que se preocupam com você. É nessa hora também que você vê o quão parecida é com essas pessoas e que ainda há tempo para se construir uma relação sólida e duradoura.

Amizade é isso: não importa quantos anos ou quantas histórias vocês viveram juntos, o que importa é o respeito e o que vocês imaginam para o futuro dessa amizade. Ser amigo é se doar sem cobrar nada, é aceitar o outro, é apoiar, é compartilhar os segredos. Ser amigo é como ser irmão de mães diferentes. É ter respeito, é saber zelar.

Depois da família, a amizade é um amor que nunca morre. A amizade é tudo!

Se não deu certo aquela amizade do início, é porque Deus quis assim. Muitas vezes não entendemos o Seu propósito, mas se foi necessário passar pela tempestade, é porque o arco-íris vem ao final.

O arco-íris apareceu, menina! Nunca tenha medo de ser você mesma para agradar aos outros. Você é assim, viva bem consigo e as coisas (e amizades) boas vêm.