Graças a Deus, um passarinho vem me acompanhar cantando bem baixinho e eu já não me sinto só tão só, tão só

Com o universo ao meu redor

Às vezes as coisas acontecem simplesmente porque precisam acontecer. Seja pela ordem dos astros, destino, acaso… E, às vezes, isso não é um sinal da vida de que você precisa mudar algo ou não. Talvez seja só um ponto que precisa ser alinhado, e mais nada.

Mas, eu sempre aprendo alguma coisa com essas topadas que eu dou. Quando eu quebro a cara e depois tenho que organizar tudo de novo nas prateleiras e arquivos internos, eu encontro aquelas bugigangas que eu pensava não ter mais, mas que guardei pra usar caso precisasse um dia.

Quando eu penso que já aprendi tudo que era possível, eu me reinvento.

Precisei engolir e soltar muita lágrima pra entender que eu preciso e mereço muito mais do que eu andava recebendo das pessoas. E, foi sozinha que entendi que se eu não suportar minha própria companhia, quem vai?

Com algumas doses de Tiago Iorc e de amigos, tirei o pó do meu armário e organizei tudo aquilo que me faz feliz, e que havia esquecido.

Me lembrei daquelas músicas que eu amo, e que me acalmam tanto. Também organizei as idas aos lugares que mais amo ir, e coloquei em prática meu desejo de conhecer lugares que sempre quis conhecer. Lembrei de como eu trabalho melhor quando presto atenção no pôr-do-sol e como fico mais leve quando faço longos percursos sozinha, com minhas manias de ler o horóscopo no ônibus, me maquiar no metrô, comer meu club social devagar…

Tem coisa que é só nossa, né? E é tão íntima e pessoal que ninguém pode nos lembrar que faz falta, se a gente não sentir.

Hoje, posso te mandar o real: tô de boa!

E, não estaria se o universo não tivesse esse dom de puxar meu tapete sempre que eu acho que tá tudo muito bom, tá tudo muito bem.

Então, querido universo, obrigada! Sei que talvez, você quisesse só organizar a vida dos outros… Mas, você acabou ajudando muito na minha.

Like what you read? Give Letícia Martinez a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.