Erva-Cidrão

Tímidos com a vida, criamos nossos paralelos universos paralelos
Ramos contrários, não muito a aproveitar
Cada um com seu pequeno império mental a regar
Nada disso impede uma interferência construtiva
Frequências em ressonância, ondas em fase
Fazemos de nosso pequenino tempo um infinito.
Destes ramos, trituro as folhas
Preparo um chá, tomamos juntos
Extraio o que dá, até a última gota
Enterro o resto para que sirva de adubo
Volto para a plantação, você rega um pequeno pé
Nada especial, mas gosto de erva-cidreira
O capim limão está lindo, faremos uma boa mistura
Assim combinamos nossos sabores de maneira única
E enterramos o resto para que sirva de adubo mais uma vez

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.