Mateus Echeto. 2017.

20 MINUTOS

Tudo o que preciso são vinte minutos
Apenas vinte
Nada mais

Vinte minutos até seu próximo ônibus passar
Até a ampulheta da inocência nos frear

Condescendência
Vá para o seu lugar
Alcance o que tem que tomar
Só não me deixe ruir
De tanto esperar

Vinte minutos descompassados
Não sei seu destino
Tampouco sei teu nome
Mas quero ver sua epiderme queimar

Vinte minutos apenas 
Pra te oferecer meu mundo. Imundo.
Meu capital particular
Vinte minutos pra preparar o que mal sei
Te alimentar
Te contar indecências
Descrenças
Fazer você balançar

Infringir a lei
Eu sei
Hoje o irreal destrói o olhar

Vinte minutos para fazer o tempo parar
Para saber como você está
Te enxergar de um jeito bem peculiar

Vinte minutos

Muita coisa pode mudar
O céu denso clarear
O bife vermelho queimar
Teu coração descongelar

Pode ser uma questão quântica
O que quer que seja
Mas te peço vinte minutos

Só vinte.

Num eterno despertar.

Mateus Echeto — 03.08.17

A single golf clap? Or a long standing ovation?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.