lagartos

I

réptil repulsivo
rápido feito
revólver
rápido feito
réptil

lagarto de
língua roxa
lambe
meus pés
à noite

réptil repulsivo
rápido feito
revólver
repuxa língua
de estricnina

repulsivo revólver
réptil feito rápido
repuxa língua
de estricnina
debaixo da saia
das meninas

II

língua
lá longe
apita
na cama

meu amor
me chama

língua
bem perto
lasciva
de arame

meu amor
me lambe

III

do rabo abandonado
a tremer no mato
nasce outro lagarto.

nesse instante
crava-se a faca
no corpo de
alguém
sem nome.

do anônimo frio
assassinado
ao invés de lagarto
nasce outro homem.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Mateus Magalhães’s story.