Dezessete
Lila Cruz
594

Oi, Lila! Ao ler o teu texto e os comentários abaixo eu me dei conta de que estamos todos no mesmo barco. Tenho 22, no último semestre de jornalismo, e já testei várias opções (repórter de rua, locutor de rádio jovem, produtor e até editor), mas acabei não me encontrando em nenhuma das opções. Recentemente voltei a desenhar (hábito que tinha na infância), escrever crônicas e me apego na possibilidade de um mestrado pra iniciar uma carreira acadêmica. Enquanto esse final feliz não vem, faço de tudo um pouco e tento achar pelo menos uns freelas ou um emprego intermediário para garantir o dinheiro no fim do mês. Em meio aos questionamentos “será que to escolhendo o caminho certo?” eu tento me jogar no mundo, conhecer gente e testar possibilidades. Como você, já sei o que eu não gosto e isso faz com que eu me conheça cada vez mais. Não deixa de ser um início. Em algum canto a gente chega. Abraço!

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.