Tu e a tua flor

Eu, 
mortal
Ao sentir o toque 
dos teus lábios 
formato de coração, menina
Me senti como um deus,
imortal
Teu corpo junto ao meu,
Nossos fluídos se misturando
a cada movimento mais repetitivo,
acelerado
Envaidecidos
Tomados pelo prazer
Demonstrando em cada movimento,
nas nossas faces 
e susurros 
o quanto queríamos 
eternizar aquele momento 
Unhas,
dentes,
línguas
Meu toque na tua flor, mulher
Desabrocha todo o meu ser
Fiz poesia em teu corpo
e a cada milímetro
Descobri um verso novo.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated ponto G.’s story.