Pois agora, para ficar assim, justo e sensato como teu texto aparenta que queres ser.
Jorge Eduardo Loro Ramos
1

Caro Jorge, eu já cobri manifestações do MST/CUT/PT também. Eu não avaliei o contexto inteiro por meia-dúzia (eram bem mais que isso e não, não chegava a um milhão) e não fui agredido ou ofendido. Isso quer dizer que não possa acontecer? Claro que pode, mas por hora pelo menos não aconteceu. Já nesse tipo de protesto de domingo, só vi fatos lamentáveis, da mesma forma que vi no do dia 15 de março.

Se quiser ler um texto sobre isso, procura nos meus um que se chama A Rua da Consolação ficou desconsolada.

Eu não escrevi o texto cobrindo o protesto todo, mas sim o que eu vivenciei ali. Não peço que concorde comigo, acho importante que haja discordância para que se enriqueça a conversa, desde que feito com educação e respeito.

E você percebe o erro na sua colocação? Você me acusa de generalizar um monte de gente baseado em alguns poucos, mas faz exatamente o mesmo ao falar dos movimentos contrários. Consegue enxergar a irracionalidade do seu argumento? Porque sinceramente, da mesma forma que eu não consegui ver o todo eu duvido que você o tenha feito, mas pelo menos eu já deixei claro no começo do texto que só estaria falando de uma situação que ocorreu comigo.

Abraço.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.