Em um jogo corrido, erros individuais do Sevilla e Sandro Ramirez garantem a vitoria do Malaga

Foto: Marca

Sevilla foi a Malaga precisando vencer e não deixar o A. de Madrid escapar na tabela porém o desafio era complicado vencer, com isso na mente Sampaoli mexeu nas escalações iniciais do time tirando o Ganso colocando o Vazquez no lugar dele mas mantendo o desenho inicial da equipe no 4–2–3–1 já o Malaga também teve mudanças como a entrada do Jony Rodríguez, já dentro do jogo o Sevilla variava de esquema quando tinha bola para um 3–4–2–1 com o Mercado “preso” e fazendo o 3 zagueiro e o Sarabia sendo ala, os Nervionenses tiveram dificuldade de estabelecer e ganhar o campo rival tanto que a equipe reagiu melhor nos contra ataque quando tinha muito espaços, o 1° gol nasceu assim como o Vazquez carregando em campo aberto e tocando pro Ben Yedder aberto pelo lado direito que devolveu pro la para abrir o placar, não demorou muito e o Sevilla teve outra chance mas Correa a desperdiçou; apesar de pouco levar perigo a meta de Sergio Rico o Malaga consegui empatar o jogo num falha coletiva do rival onde protegeu mal a entrada da aérea, Pablo Fornals não perdou.

Espaço dando ao Vazquez no 1° gol do Sevilla
Sevilla protegendo mal a entrada da area no 1° gol do Malaga, Pablo Fornals tem tempo de ajeitar a bola e marcar o gol

No 2° tempo o jogo foi mas de “bate e volta” com as duas equipes atacando mais, tanto que o gol de virada do Malaga não demorou a sair com Sandro Ramirez depois do Pareja e Rico falharem, Sevilla respondeu logo com um gol do Vazquez empatando a partida após falha do lateral; precisando ganhar Sampaoli promoveu a entrada do volante Iborra no lugar de Kranevitter pra aumentar o profundidade ofensiva em bolas cruzadas na aérea e funcionou em alguns lances obrigando a Kameni fazer boas defensas, o jogo tendia pro lado Sevilla que era mais perigo nas suas chegadas ao ataque porém o Malaga consegui fazer o seu 3° gol em uma bola parada batida pro Sergio Ramirez, Sampaoli então promoveu as entradas de Vietto e Jovetic tentado sua ultima cartada que não surgiu efeito na pratica, ainda deu tempo do Malaga ampliar sua vantagem com após Juankar fazer no rebote do goleiro. Venceu o time que melhor soube aproveitar as chances, ao Sevilla se resta contentar com o provável 4° lugar.