“Amy”

(Obs:Peço desculpa a todos pelos erros no meu texto, quero cada vez poder melhorar mais a minha capacidade de escrever, Obrigado pela compreensão de todos)
Confesso que assim como algumas pessoas no qual vamos nos referir como “The Tumblrs” tinha um certo fetish com morrer aos 27 anos mas depois de assistir esse brilhante e triste documentário , e para mim um início de uma reflexão sobre minha vida é assim que começo meu texto e não uma crítica , sobre “Amy” o melhor documentário que já vi e com certeza um dos mais tristes filmes.
“Amy” é um documentário sobre a vida da brilhante cantora Amy Winehouse quero realçar que esse texto não e uma crítica ou resenha do filme, esse texto é um desabafo de um adolescente com medo, dúvidas e inseguranças que quer de certa forma achar seu caminho e ser feliz, ninguém quer magoar as pessoas que amamos, que nos fazem feliz, mas ao mesmo tempo queremos a nossa felicidade.
“Amy” me abalou profundamente de uma forma que nenhuma obra de arte
tinha abalado, mas e trágico que para esse brilhante filme surgi Amy Winehouse tenha que ter tido uma vida regada a tudo que a fama tentar mascara, para explica melhor o que quero dizer, existe um momento no documentário onde Amy está bem magra ( decorrência da Anorexia e abuso de drogas) ela está saindo do seu apartamento, e podemos ver diversos flashs de cameras sendo disparados pelos paparazzis enquanto eles perguntam: “Hey, Amy, como está?”
Quando era para qualquer um evidente que ela estava passando por algum problema 
Esse trecho me fez, sinceramente ficar com nojo da midia .
Quero escrever sobre um momento do documentário que me deixou bastante chateado e intrigado 
Amy ganhou diversos premios pelo album “Back to Black” em muitas dessas cerimônias ela não foi 
Em um momento e mostrado o “comediante” George Lopez fazendo uma piada sobre a Amy não ter ido receber os premios ele diz:
“Meu deus, alguém acorde essa pinguça” ate ai tudo bem, alias o que pode se esperar da comédia america, “vamos fazer piada da desgraça dos outros e depois fazemos um minuto de silencio quando ela morrer”.
Ate ai tudo bem mas atrás do “comediante” George Lopez estavam diversos artistas e um deles me chamou muita atenção Dave Grohl rindo sobre a piada que o “comediante” havia feito sobre a Amy oque me deixou bastante intrigado como uma pessoa que viu toda a destruição de Kurt Cobain pode rir de algo assim? bem só queria jogar esse detalhe pra fora de mim, por que ja estava ficando insuportável guarda isso pra mim mesmo,sabe, coisas que me incomodam.
Voltando a falar sobre Amy, de certa forma eu acredito que haja um artista dentro de cada um de nós,mas circunstâncias do mundo fazem com que esse artista interior dentro de nós morra, o que de certa forma eu julgo melhor para o mundo, pelo que sempre observei entre os artistas que eu gosto todos sempre queriam a mesma coisa, fazer sua arte como uma forma de escapar da realidade em que vivem, todos eles não queriam os holofotes, perder suas vidas privadas para a mídia nojenta, todos so queriam o direito de fazer sua arte, so queriam o direito de serem felizes o que eu quero dizer e que no fundo Amy Winehouse so queria fazer seus otimos discos, tendo lançado apenas dois em vida, discos no qual ela julgou discos verdadeiros, discos no qual ela colocou suas dores, seus amores, sua felicidade, discos no qual ela colocou sua vida, mas isso não muda o fato de ser mos humanos temos a necessidade de amar,temos a necessidade de sermos amados, temos a necessidade de uma família para podermos contar, a necessidade de alguém para nos ajudar na nossa jornada pela vida, algo que Amy não teve, bem vamos ao que Amy teve ela teve,um pai ausente que quando Amy estava no seu auge das drogas dizia que estava tudo bem um pai que quando Amy só queria o amor paterno, so pensava em vender a filha, Amy teve um relacionamento que ninguém sabe descrever, mas uma coisa que todos podem afirmar sobre esse relacionamento e uma palavra:
Destruição.
Bem, acho que conseguir me expressar um pouco aqui, mesmo que ainda haja muita coisa a ser dita por mim a respeito mas isso foi uma pequena maneira que eu conseguir de homenagear uma das minhas artistas preferidas, espero que você esteja descansando em paz.
Agora é hora que voltar ao preto…