Foto: Gilberto Melo

Portas

Porta sem maçaneta que é o meu coração
Te dei a chave, mas você me trancou
E além de tudo, arrancou a fechadura

Agora, estou preso em mim mesmo
Eu e meus sentimentos
Não há chaveiro que eu ligue que me atenda
E em mim já não existem forças
Para arrombar a porta dos sentidos
Não há você
Não mais

Estou sentado no canto mais escuro
Da sala escura em que durmo
Na posição fetal
Triste, com medo e com o frio
Que você deixou naquele lugar quando partiu
Ou o frio que eu te deixei deixar

No quarto dos meus sentimentos, jazo
Só me falta um epitáfio:
Você

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Matheus Fernandes’s story.