lola

Foto: Marcus Cabaleiro

conheci lola cedo
era daqueles trens pequenos
que ninguém nota além de quem quer perceber
até que um dia eu parti
e ela partiu

quando a reencontrei
lola era um trem desgovernado

desses que descarrilham
e saem destruindo toda a paisagem

lola era um trem triste
não conseguia andar nos trilhos

mal sabia lola
que o sentido de ser um trem
não é andar nos trilhos
é sair deles

quando se fica nos trilhos
nada muda
é necessário descarrilhar
para mudar alguma coisa

se os trilhos são a vida
e a paisagem somos nós
lola é a arte
lola é a poesia

Like what you read? Give Matheus Fernandes a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.