A evolução dos videogames e seus impactos na sociedade

Como explicar o fenômeno dos games?

Uma indústria relativamente nova que demanda “baixos” investimentos de produção e ainda assim fatura mais do que cinema e música somados. Cabe entender os motivos e impactos do crescimento exponencial desse setor que ainda não tem previsão para saturar.

Um dos fatores para o sucesso dos games é a combinação de suas características artísticas ao uso da tecnologia. Ao incorporar elementos da cinematografia, os videogames se tornaram poderosas ferramentas que envolvem o usuário de maneira jamais vista. Não obstante, pode-se afirmar que o grande trunfo dos jogos é a liberdade que o jogador adquire para tomar decisões e ter controle de suas ações. Ao contrário do cinema, o jogador não é um mero espectador, ele é o objeto central, que participa do ambiente virtual e nele interfere, resultando em uma experiência realista e emocionante.

O mundo dos videogames influencia o mundo real de maneira ampla e intensa. Personagens de jogos e títulos como Mario e os jogos da série GTA se tornaram verdadeiros fenômenos culturais, impactando pessoas de variadas idades, etnias e culturas. Há quem diga que o vício e a violência de certos jogos são características que influenciam negativamente, contudo, os defensores dessa opinião normalmente se baseiam em argumentos falhos e controversos.

A indústria dos games demanda um considerável investimento em desenvolvimento de tecnologia, resultando em soluções que podem ser aplicadas em outras áreas de conhecimento, como na medicina, no exército e na engenharia. Uma dessas soluções, a realidade virtual, propicia o compartilhamento de experiências que leva a uma nova forma de interação social por meio de gêneros multiplayer e títulos que se baseiam em comunidades online como “Second Life”.

Em um mundo cada vez mais conectado, e com a expansão dos jogos para outros dispositivos (celulares e tablets), a presença dos games passa a ter uma importância cada vez maior na vida das pessoas. De fato o videogame se solidifica como a forma de entretenimento do futuro, e a cada ano novos jogos e tecnologias trazem versões melhores de uma realidade digital cada vez mais parecida com a nossa. As possibilidades são tantas que talvez algum dia possamos ser capazes de transpor nossas vidas, experiências e emoções inteiramente para dentro de um videogame, em uma interligação total de mundos.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.