Um Ponto Azul No Céu.

Apenas um pálido ponto azul no espaço.

Nunca me conformou a teoria criacionista. O fato de termos apenas sido criados pela vontade de um ser superior sempre soou para mim como algo simples demais, e a resposta para algo tão complexo nunca seria tão simples. Mas não menosprezo a fé alheia, e inclusive tenho a minha, mas acho a dúvida um bem precioso demais para ser ignorado. Sempre que penso na importância da dúvida me vem a mente uma propaganda que passava um tempo atrás, do Canal Futura; ”Não são as respostas que movem o mundo, são as perguntas.”

Foi pensando dessa forma que na 4ª série questionei minha professora: ”Por que o Deus cristão é verdadeiro e os outros não?”, até onde minha memória me permite recordar, ela não soube me responder. Te desafio então a refletir sobre essa questão, porém de uma forma diferente. ”Por que a tua verdade é maior que a minha?”. Mario Sérgio Cortella, um filósofo brasileiro que nos últimos dias viralizou nos vídeos do Facebook, fez uma interessante reflexão sobre nossa existência. No vídeo ele explica e demonstra como somos pequenos perante o universo, como um grão de areia é minúsculo na beira da praia. Carl Sagan, muito antes disso, já nos definiu como um pálido ponto azul no espaço. Pensando assim, e nos colocando no lugar que nos pertence, só me confirma a ideia de que não há verdade maior que a outra, a verdade absoluta é pura ilusão.