Alguém me ensina a me respeitar.

Sabe aqueles dias que você tem muito o que fazer e acaba não fazendo nada do que deveria? É basicamente todo santo dia pra mim. Eu enrolo o máximo que posso e isso me deixa puto. Mas sabe o que mais me irrita? É meu conhecimento sobre meus erros e, mesmo assim, continuar insistindo neles. É saber onde que eu to errando e ainda assim continuar nessa bosta, e pensando uma, duas, três, quantas vezes forem.

Eu amo escrever, amo pesquisar assuntos para escrever. Sou apaixonado por assuntos acadêmicos, assuntos políticos, assuntos econômicos, assuntos de anime/mangá, assuntos cinéfilos, assunto de joguinhos, assuntos de cultura pop em geral. O problema é que eu odeio escrever algo sendo obrigado, mesmo que o assunto seja absurdamente interessante. Sinto como se não tivesse saindo de mim. E, nossa, como eu odeio escrever fora do meu estilo. Odeio não poder manter esse jeito conversação, monólogo, mas ao mesmo tempo tendo respostas imediatas assim que termino uma frase.

Eu comecei um projeto de iniciação científica para ganhar uma bolsa na faculdade. Analisei os pontos e vi no meio disso tudo um “eita galera, olha aí uma chance de fazer algo que gosto e ainda sair lucrando”. Mas não foi exatamente isso que me aconteceu. E agora eu to tendo que correr que nem um desesperado pra fazer de véspera, faltando dois meses algo que deveria ter feito em um ano. E pior, eu ainda deixo pra fazer todas as minhas partes HORAS antes de me encontrar com meu orientador. As vezes até polstergo os encontros por ter enrolado.

Outro dia percebi que não era mais tão maneiro fazer isso e pensei que talvez pudesse cair fora. Me pareceu uma ideia sensata no momento, até a resposta disso (que cá entre nós, era bem óbvia) era DEVOLVER TODO O DINHEIRO. GENTE.

O ponto que quero chegar é que sempre me disseram que essa tal de responsabilidade alguma hora chega. Eu funciono muito bem sob pressão, mas porra, ter certo controle e saber a hora de fazer as coisas tá me dando uma falta do cacete. Alguém me ensina a ser uma pessoa mais responsável que aqui tá complicado.

(Pra vocês terem noção, meu encontro com ele é amanhã às 18h, tenho aula a partir das 15h até 22h e eu to aqui, 4h da manhã, acordado e escrevendo textinho de desabafo sobre matar tempo ao invés de escrever essa merda. Obrigado e boa noite).

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.