Inovação social

como o olhar do designer pode mudar o mundo ❤

Ano passado, 2015, eu decidi dedicar algumas horas para estudar algo fora do mercado financeiro, faz 4 anos que estou no banco e achei que estava na hora de abrir meus horizontes.

Fiz o curso de Inovação Social na escola de design thinking e gostaria de dividir alguns aprendizados desse processo ;) 
Isso não substitui fazer o curso!! Eu super recomendo ❤
O curso possibilita não só ter acesso a informação, mas o mais rico são as trocas com outras pessoas na mesma vibe! Vai lá e faz ;) 
A escola também disponibiliza um tool kit de inovação social grátis!!

De qualquer forma eu decidi registrar os pontos que considerei mais interessantes:

Aula 1

  • Inovação social é quando existe uma relação de ganha, ganha, ganha…
  • Mais do que um processo onde cliente e empresa ganham, essa tipo de inovação tenta mudar todo um ecossistema, onde outras pontas do processo também tenham vantagens
  • Não precisa ser uma ONG para fazer projetos de inovação social, criar ou usar mecânicas de inovação social pode fazer parte de qualquer tipo de negócio e uma das coisas mais discutidas no momento garantir que essas instituições deem lucro num modelo de capitalismo consciente e PPP (People, Planet, Profit)
  • Referências de livros sobre o assunto:

1. Livro: Liderar a partir de um futuro que emerge — Otto Scharmer
http://www.elsevier.com.br/site/produtos/Detalhe-Produto.aspx?tid=95425&seg=6&isbn=9788535275452&origem=Destaque%20-%20Lancamento%20Neg%C3%B3cios&evp=&tit=LIDERAR%20A%20PARTIR%20DO%20FUTURO%20QUE%20EMERGE

2. Livro: Firms of Endearment — Raj Sisodia
http://www.amazon.com.br/Firms-Endearment-World-Class-Companies-Passion/dp/0133382591

3. Revista: Stanford Social Innovation Review
http://www.ssireview.org/

4. Livro: Wikinomics — Don Tapscott
http://www.wikinomics.com/book/

5. Filme: Quem Se Importa — Mara Mourão
http://www.quemseimporta.com.br/

Referência de projetos de inovação social:

- Tom Shoes (empresa no modelo 1 para 1)
http://www.toms.com/

- Grameen bank (negócio social de microcrédito)
https://www.youtube.com/watch?v=MgYes4bA7oM

- Kiva (ONG de microemprestimo que eu ajudo ;) ) 
http://www.kiva.org/

- Benfeitoria (ONG crowdfunding)
http://benfeitoria.com/

- Rede Asta (projeto de cidadania com mecanismo de comércio justo)
http://www.redeasta.com.br/

- Blive (movimento de doação de tempo)
http://bliive.com/

- Peoples Supermarket (cidadania com mecanismo de colaboração)
http://thepeoplessupermarket.org/

- Dr Consulta (negócio — acesso a saúde) 
https://www.youtube.com/watch?v=jEIbyO_XPPk

- Descola aí (movimento de colaboração)
http://www.descolaai.com/

- Catarse (negócio de crowdfunding)
https://www.catarse.me/

- Banco Palmas (projeto de cidadania com moeda social)
http://www.institutobancopalmas.org/

- Arredondar (ONG de arredondamento de centavos)
http://www.arredondar.org.br/

- CNA (projeto de conectar idosos com estudantes/ shared value)
https://youtu.be/-S-5EfwpFOk

Aula 2

A segunda aula do curso foi direcionado á inovação social no setor público

Hoje tivemos uma apresentação da Marina Cançado que trabalha há 10 anos com inovação social no 1º setor, ela é responsável pela consultoria Flow Brasil www.flowbrasil.com.br

No bate papo com ela falamos sobre mais do que uma questão de educação, a importância das mudanças de contexto para colocar as pessoas em uma situação de mudança de hábito.

Um do livros mais indicados por ela é o Scarcity: Why Having Too Little Means So Much (qualquer cosia como “Escassez: porque ter muito pouco significa tanto”)

http://www.futuragora.pt/2013/12/2194/
“Os autores afirmam que a escassez muitas vezes explica porque as pessoas fazem escolhas erradas, como pessoas pobres contrairem empréstimos do payday. Mullainathan e Shafir retratam essas distorções no pensamento não através de imagens do cérebro, mas por meio de testes simples que revelam quando as pessoas não estão pensar correctamente. Agricultores na Índia, por exemplo, sairam-se mal nos testes de QI nos meses de ansiedade que antecedem a colheita, sendo que se sairam melhor com menos coisas nas suas mentes.”

Outro pensador que foi muito citado por ela foi o BJ Fogg da universidade de Stanford

Vale conhecer os estudos dele sobre What Causes Behavior Change? http://www.behaviormodel.org/
E o curso http://tinyhabits.com/

Referencias de projetos e ações:

- Sistema B
http://www.sistemab.org/br/inicio

- Wholefood
http://www.wholefoodsmarket.com/

- o Sonho da política brasileira
http://sonhobrasileirodapolitica.com.br/

- nossas cidades
http://www.nossascidades.org/

- vote na web
http://www.votenaweb.com.br/

- the behavioural insights team (UK)
https://www.gov.uk/government/organisations/behavioural-insights-team

- bloomberg philanthropies
http://www.bloomberg.org/

- Ideas42
http://www.ideas42.org/

Referência de livros:
- Simpler 
http://www.amazon.com/Simpler-Government-Cass-R-Sunstein/dp/1476726604/ref=sr_1_1?ie=UTF8&qid=1437488710&sr=8-1&keywords=simpler

-Nudge
http://www.amazon.com/Nudge-Improving-Decisions-Health-Happiness/dp/014311526X/ref=sr_1_1?ie=UTF8&qid=1437488784&sr=8-1&keywords=nudge

Aula 3

A terceira aula do curso foi direcionado á inovação social no 3º setor

Conversamos sobre algumas ferramentas e abordagens:

- Design Thinking: aborgadem que soma empatia +colaboração +experimentação

Artigo do Richard Buchaman no primeiro artigo sobre o tema em 1992:
https://coop2012.files.wordpress.com/2012/01/buchanan_wicked_problems.pdf

- Teoria U (alguém já aplicou essa metodologia?)
http://co-labore.net/teoria-u-um-caminho-para-inovacao-e-lideranca/

https://www.youtube.com/watch?v=t8JqCaIO5eg

empresa que aplicam curso sobre a metodologia: http://inovforum.fgv.br/materias/teoria-u-no-brasil-2/

http://partilhar.grupomarista.org.br/2014/12/15/curso-gratuito-da-teoria-u-oferecido-pelo-mit/

http://reospartners.com/

- art of hosting: open space

Case: Emerge Global https://vimeo.com/108252737
no livro: Do good well http://www.amazon.com/Do-Good-Well-Leadership-Innovation/dp/1118382943

eles fazem uma análise sobre o processo desse e de outros cases, vale ressaltar a forma sistêmica da solução proposta para o Emerge global, onde foram delimitados 4 níveis de esperas: individual, relações, comunidade e sociedade. Para cada esfera foi levantado o problema e a intervenção de forma a solucionar o problema como um todo, como um ciclo do início ao fim.

Tivemos uma palestra incrível com a Mafoane Odara sobre inovação no 3º setor.

O discurso dela foi incrível! Vale como referência para chamarmos para palestrar ;)

Pra mim ficou claro que a inovação social só é forte quando conseguimos nos conectar profundamente com a causa.

Em um dos slides ela descreveu de forma muito provocadora quando a inovação social acontece:
“Só se muda algo quando o custo da mudança for menor que o descontentamento atual
multiplicado por uma visão compartilhada
multiplicado por habilidades necessárias
multiplicado pelos primeiros passos para fazer a mudança
Se qualquer desses fatores multiplicadores for igual a zero, o custo de fazer a mudança será maior do que a multiplicação e o statu quo vence.”

Vídeo inspiracional: Brene Brown — o poder da vulnerabildiade
http://www.ted.com/talks/brene_brown_on_vulnerability?language=pt-br

Referencias de livros:
- the art of social innovation
- the open book of social innovation
http://youngfoundation.org/wp-content/uploads/2012/10/The-Open-Book-of-Social-Innovationg.pdf

- Design Thinking — Uma Metodologia Poderosa
http://www.saraiva.com.br/design-thinking-uma-metodologia-poderosa-para-decretar-o-fim-das-velhas-ideias-3054092.html?mi=VITRINECHAORDIC_similaritems_product_3054092

- Confiança criativa (IDEO)
http://www.saraiva.com.br/confianca-criativa-libere-sua-criatividade-e-implemente-suas-ideias-7074508.html

Aula 4

A quarta e última aula do curso foi direciona para como multiplicar um projeto social e métricas do projeto.

Fiz um compilado das minhas anotações com mais alguns links ;)

As duas principais formas de multiplicar o projeto social são difusão e escala, no modelo de difusão a essência é criar uma mecânica e permitir que qualquer um use seu material adaptado a sua realidade (http://www.makerbot.com/ http://www.escolaschumacherbrasil.com.br/ ), no modelo escala é mais parecido com uma franquia, onde a intenção é multiplicar a mecânica mais ao pé da letra (http://www.terracycle.com.br/pt-BR/ , Grameen bank, http://www.cdi.org.br/ ).

Livro: scalling up excellence

http://www.amazon.com.br/Scaling-Up-Excellence-Getting-Settling/dp/0385347022

A sustentabilidade de um projeto social depende de alguns fatores:
1. é preciso um modelo de negócio bem definido
2. ter um modelo de governança ou um modelo de organização distribuída para se ter uma visão clara de controle e responsabilidade
3. determinar as fontes de financiamento no início e a longo prazo
4. delimitar o serviço mínimo viável e modelo de gerenciamento de informações

Métricas para impacto, antes de medir reflita:
1. Por que você precisa desses dados? (o que importa para vc e o que importa para a sociedade)
2. Como você quer usar seus dados depois de obtê-los? 
Avalie:
- Extensão do seu projeto (quantas pessoas você está impactando)
- Foco (quem você está impactando de verdade)
- Profundidade (qual a mudança que você gerou, o que realmente mudou)

Referência:

Acumen Fund http://acumen.org/

IRIS (impact reporting and investment standards) https://iris.thegiin.org/

SROI (social return on investment) http://socialvalueuk.org/

Durante as aulas além das palestras e apresentações cada um vai produzindo um projeto pessoal para aplicar os aprendizados e no ultimo dia tivemos mais tempo para trocar entre os colegas as experiências e a proposta do nosso projeto. Como sempre os momentos de troca são sempre muito ricos e fica difícil de descrever.

Quem ficou interessado no curso pode procurar uma próxima turma na escola http://www.escoladesignthinking.com.br/inovacaosocial/

Gostei muito de ter multiplicado com vcs essas referências e aprendizados J

Acho que temos que manter a mente aberta e lembrar que apesar de estarmos em um banco nossa missão é “transformar o mundo das pessoas para melhor” e não tem nada mais inovação social do que isso ;) #issomudaomundo

ufa…

essas foram todas as minhas anotações, espero que tenham sido úteis pra vcs tanto quanto foram pra mim :)