Campus Party: Riscos e Futuro

Ainda nem chegamos a desembarcar na Campus Party Brasil e já temos novidades.

Segundo comunicado em coletiva do evento com a imprensa a #CampusParty terá também uma edição em Brasília no segundo semestre de 2017. \o/

A nova parceria com a Telebras certamente tem a ver com a escolha, afinal a Campus vem aumentando a simbiose com o setor público nas últimas edições. Normal, pois afinal a Campus é um evento muito grande para ignorar o apoio do setor público.

Ao mesmo tempo, preocupa o afastamento do setor privado do evento.

A área de expositores na Campus vem sofrendo com a pouca adesão de empresas de tecnologias desde suas primeiras edições. Nada que prejudique o evento ou que comprometa a qualidade daquilo que é realizado pela Campus até agora.

Mas é inegável que uma aproximação com empresas privadas ligadas à tecnologia poderia elevar e muito tudo que é realizado pelos Campuseiros.

Não pensem estou implicando com o fato da Campus se aproximar do setor público. Como disse, acho importante e estratégico, mas a falta de mais opções de apoiadores, deixa um fator de risco grande para a realização do evento a cada edição. Conforme relatado em carta aberta, publicada pelo @PacoRagageles um dos responsáveis pelo evento, 2016 foi um ano desafiador para a realização da #CPBR9.


A perda da Vivo como parceira de infraestrutura e patrocínio certamente foi um baque grande. Já a participação da Telebras e da Tim promete deixar a estrutura no mesmo nível de anos anteriores.

Não temos acesso ao planejamento da Campus, mas é importante que este contemple a entrada de mais empresas de tecnologia privadas para o evento.

A intel que participou por vários anos, abandonou o evento, que conta hoje apenas com PayPal e YourVoice como parceiros ligados à área tecnológica.

Mesmo com toda dificuldade, a #CPBR9 promete ser um evento incrível.

Sobre o futuro do evento, é difícil fazer previsões, mas é correto repensar a adesão de mais empresas da área tecnológica ao evento. Isso deixaria o evento menos vulnerável aos humores do setor público, além de dividir os “ovos” em mais cestas.

#FeelTheFuture para vocês e até a próxima.

Direto da #CPRB9

Originally published at www.geekonomics.com.br on January 26, 2016.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Anderson Mattozinhos’s story.