Linhas editoriais brasileiras

Istoé:

“Cerco a Lula [e/ou Dilma].”

Estadão:

“As pessoas de bem não irão tolerar a baderna.”

Carta Capital:

“O mundo mineral está cansado de saber que a casa grande não quer se desfazer da senzala.”

Folha de S. Paulo:

“Pesquisa Datafolha mostra [algo que queremos que mostre e esquecemos o resto].”

Veja:

“Exclusivo: [alguém] disse que [alguém] roubou.”

O Antagonista:

“Lula vai preso amanhã.”

Jovem Pan:

“[Fulano de esquerda] é um asno.”

Conversa Afiada:

“[Fulano de direita] é um [apelido de mesa de bar].”