Maurício Piccini
Feb 9 · 1 min read

Passa a margarina, Juliana pediu.
Amor, Ricardo respondeu com cuidado.
Passa a margarina, amor.
Amor, essa pulseira não é da Mariana?
Pode ser. Não sei. Passa a margarina.
Tu tá usando a pulseira da Mariana, por quê?
Sei lá. Tava nas minhas coisas.
Amor.
Que foi? Pensa que eu não vi que tu tá com o sapato do Fabinho.
São meus sapatos.
Que o Fabinho usava.
Ainda são meus. É diferente.
Não, não é.
Ele não estava usando quando aconteceu.
Aconteceu. Não aconteceu.
Aconteceu.
Não só aconteceu. Não é um arco-íris, não foi um acidente.
Na verdade.
Não foi um acidente. Passa a margarina. Deixa eu tomar café. A gente tá atrasado.
Amor.
Passa a merda da margarina.

    Maurício Piccini

    Written by

    http://mauriciopiccini.com.br/

    More From Medium

    Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
    Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
    Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade