Estado [de graça]

Quando tudo que sabemos é viver rapidamente

repetimos

repetimos

repetimos

repetimos

repetimos

repetimos

até parecer estranho o suficiente pra desaparecer com o tempo

E quando você perde alguém próximo e percebe que nunca será como antes

cada ligação, cada conselho lotado de experiências

e pontuamos

pontuamos

pontuamos

pontuamos

até achar um erro e desistir

Desistir de resistir e tentar esquecer

e esquecendo

esquecendo

a repetição vai diminuindo, até começar novamente

até sentir saudade

cair a ficha e começar as bobeiras sinceras de uma partida sem aviso.

inutil apego sem ponto

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.