Estado [de graça]

Quando tudo que sabemos é viver rapidamente

repetimos

repetimos

repetimos

repetimos

repetimos

repetimos

até parecer estranho o suficiente pra desaparecer com o tempo

E quando você perde alguém próximo e percebe que nunca será como antes

cada ligação, cada conselho lotado de experiências

e pontuamos

pontuamos

pontuamos

pontuamos

até achar um erro e desistir

Desistir de resistir e tentar esquecer

e esquecendo

esquecendo

a repetição vai diminuindo, até começar novamente

até sentir saudade

cair a ficha e começar as bobeiras sinceras de uma partida sem aviso.

inutil apego sem ponto