NOVOS CAMINHOS EM CONSUMER INSIGHTS

as novas práticas e metodologias que estão revolucionando este universo.

Insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes. Albert Einstein

Obter novos e mais profundos insights continua sendo o maior desejo dos profissionais de marketing e um grande desafio para quem está envolvido com pesquisa e planejamento estratégico. Estamos vivendo uma transição na área de consumer insights, em busca de uma relação mais humana com as pessoas com as quais interagimos nas pesquisas. Em que o profissional de consumer insights também se vê como uma pessoa que faz parte do processo, com participação mais ativa e consciente de ser incapaz da neutralidade absoluta (e leva isso em consideracão em sua análise) durante a jornada de descoberta dos insights. Vou trazer algumas práticas concretas que estão sendo utilizadas na área de consumer insights, com ótimos resultados:

Psicodrama
O psicólogo Jacob Levy Moreno criou um método onde as pessoas desenvolvem a espontaneidade ao dramatizar papéis. Neste método, os indivíduos colocados no palco, começam a se perceber, enquanto participam de um teatro espontâneo. É possível criar dinâmicas e práticas inspiradas no psicodrama que possibilitem o consumidor para a dramatização da sua relação com o produto ou serviço que está sendo estudado. Isso leva pesquisador e pesquisado em um aprofundamento deste entendimento desta relação produto com o consumidor. E o mais interessante é que o pesquisador deixa de ser um mero espectador e vai para o palco, assumindo junto com os outros participantes, o risco de tatear e explorar novos temas de maneira livre, solta e orgânica, sem o controle de um roteiro previamente definido.

Constelação Sistêmica

O psicólogo Bert Hellinger, ao estudar comportamentos familiares de tribos zulus na África do Sul, desenvolveu uma prática que traz uma visão sistêmica para a resolução de conflitos em famílias. Mais tarde, percebeu que as mesmas leis sistêmicas são válidas também para empresas, comunidades ou ecossistemas de pessoas. As constelações pode ser uma poderosa aliada na área de consumer insights. Através dela, podemos investigar os relacionamentos que fazem parte da vida dos nossos consumidores e que influenciam a utilização de produtos ou serviços. Resolver ‘emaranhados sistêmicos’ em determinada categoria traz diversas pistas de soluções ou inovações que irão melhorar a vida das pessoas.

Antropologia Visual

O antropólogo brasileiro Franklin Lopes desenvolveu uma nova metodologia de investigação que se baseia nos objetos pessoais que as pessoas vão colecionando ao longo da vida. Podemos conhecer muito mais sobre as pessoas através dos objetos do que através de uma entrevista tradicional. Afinal, os objetos contam histórias, possuem uma alma. Durante a vivência, objetos são trazidos com suas narrativas. Fotografias são tiradas dos objetos, onde posteriormente se faz uma análise visual do conjunto, em busca de insights.

Mesmo sem aprofundar cada uma das metodologias por aqui (espero poder realizar isso, em breve), podemos perceber que estão emergindo novas formas de realizar o trabalho de consumer insights. Elas trazem um olhar profundo, empático e mais integrativo, que podem substituir ou complementar as metodologias tradicionais. Eu já tive a oportunidade de aplicar as três metodologias em projetos na Dervish (através da nossa rede de parceiros, como o Bruno Solferini, o Rubens Bresciane e o próprio Franklin Lopes) e posso dizer que elas mudaram completamente a minha visão sobre o trabalho de pesquisa e até mesmo, sobre o meu próprio comportamento como profissional de consumer insights.

O próprio termo consumidor/consumer fica fragilizado diante destas novas abordagens… não basta mais olhar consumers… o que há de inovador e comum em todas as práticas, é que elas olham pessoas! O consumo é decorrência de um comportamento mais amplo, de uma forma de perceber o mundo.

Bom, tenho certeza que surgirão muitas outras metodologias, inspiradas principalmente em novas descobertas do psicologia, sociologia, antropologia e neurociência. Fico muito animado e com muitas expectativas sobre essas novas possibilidades. Espero que elas possam trazer luz a novos insights e necessidades que realmente façam a diferença na vida das pessoas. Afinal, na minha visão, este é o real propósito de consumer insights.

Vou adorar ouvir comentários, tirar dúvidas e trocar experiências com vocês sobre essas e outras metodologias que estão sendo aplicadas em nosso universo.

About. o Max Nolan Shen é o fundador da Dervish e da Humans. 
Adora encontrar novas insights e viver como um digital knowmad.
max@dervish.com.br