Season Scripts — Ep. 01: Seções de um script de teste no Robot Framework

Neste post vou explicar como o script de testes funciona no Robot Framework. É importante entender as seções em que o script é dividido para facilitar na hora de estruturar seus testes. Fica tranquilo que é bem simples… 
 
Seção *** Settings ***

Na seção Settings podemos informar documentação (Documentation), as bibliotecas (Library), os scripts de baixo nível (Resources), setup/teardown da suíte e dos testes e timeout para os testes.

Seção *** Variáveis ***

Com o nome já diz, é nesta seção que iremos declarar variáveis e definir os valores default. Exemplo:

Seção *** Test Case ***

Nessa seção escrevemos os casos de teste em linguagem natural, em keywords. O robot Framework disponibiliza três formas de escrever: keyword-driven, data-driven e gherkin. Falarei mais de cada opção em posts próprios. Mas basicamente você deve escrever o título do seu caso de teste e os seus respectivos passos. Exemplo (keyword-driven):

OBS.: Quando executarmos os testes, serão os títulos (“Validar login válido”, por exemplo) que serão mostrados no LOG como FAIL ou PASS. Então capriche na escrita deles! 
 
Seção *** Keywords ***:

A seção Keywords é onde implementamos os passos (keywords) escritas na seção Test Case. Exemplo:

Essa seção é opcional, pois dependerá da complexidade do seu teste, se for um teste muito simples, todas as seções podem estar em um só arquivo, mas o mais usual é termos pelo menos 02 arquivos que compõem um script: o Resource (com a seção Keywords) e o TestCases (com a seção Test Case), ou seja, separamos os testes de alto nível (test case) da implementação mais baixo nível (keywords).

Resumindo…

  • Por padrão criaremos 02 arquivos: o Resource.robot e o TestCases.robot.
  • Na seção Settings do TestCases.robot devemos referenciar o Resource.robot respectivo.
  • Escrevemos em linguagem natural os casos de teste no arquivo TestCases.robot.
  • Implementamos os testes no arquivo Resource.robot.

Agora veja o post com o exemplo que preparei, nele você já vai entender a estrutura e poderá usá-lo de base para fazer os seus primeiros testes com o Robot Framework. Até mais.


Originally published at robotizandotestes.blogspot.com.