O circo pegou fogo.
Marcus Brancaglione
63

Era uma vez um governo… senão era uma vez uma República.

Se verdadeira, (e Boechat serve para isso para dar credibilidade a uma imprensa que não tem) a notícia deve ser lida em termos institucionais. E é a seguinte: Senador e líder do governo no Senado que foi PRESO, delatou a presidente e ex-presidente da República do Brasil em crime de obstrução da justiça em um dos maiores escândalos de corrupção do mundo — PETROLÃO.

Se a Presidente Dilma cair por causa do instituto da delação premiada ela merece um reconhecimento histórico : foi a primeira presidente que acabou com essa corrupção cortando realmente na própria carne, ou se preferir uma leitura menos forçada a primeira a se enforcar na própria corda.

http://www.estadao.com.br/noticias/geral,dilma-sanciona-lei-que-define-organizacao-criminosa,1061107

Mas calma, nada terminou ainda. Quem disse que eles jogaram a toalha? Olha só o tamanho e as riquezas do Brasil. Vocês pensa que o só o pré-Sal? Tem a Amazônia… tem nosso litoral… tem minério de ferro… não esquece esse já era. Mas para compensar não falta coitados para trabalhar sem reclamar e paga as contas- até as que não são suas.

Pois é. Que pena que não tinha uma Dilma no poder para “acabar” com a corrupção lá na época do FHC e da Vale não? Há ainda tantos políticos tão injustiçados tão difamados só a espera que a justiça venha para passar a limpo tudo o que se diz deles, Malufs, Sarneys… tanta gente a espera que se redescubram como Dilma seus feitos. Mas nunca é tarde para investigar e reparar esses danos históricos e principalmente restituir o que devido a cada um na historia do nosso pais, sobretudo o povo.

Mas que seja logo. Porque ainda tem muita gente como poder político e econômico na mão para comprar e entregar o que não é seu, não só tentando obstruindo a justiça, mas querendo continuar cometendo e encobrindo os seus crimes hediondos, cada vez maiores:

Cunha? É sério? Deixa eu começar o texto de novo…

Era uma vez um congresso…

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Marcus Brancaglione’s story.