Padrão DataFolha: Renda Básica Universal (Basic Income) já não é mais um assunto tão maldito assim …

Quatinga Velho também não, em todos os lugares do mundo. Menos um: aqui no Brasil.

A Basic Income está finalmente saindo do underground.

Até mesmo aqui no Brasil.

Nem os veículos mais suspeitos de sempre consegue mais ignorar até os menores projetos.

Claro que como um dos projetos pioneiros, Quatinga Velho está também saindo dos círculos dos defensores da ideia onde já era bem conhecida:

E participando da visão e construção do seu futuro como

Quero dizer, menos em um lugar. No Brasil.

É obvio que com a grande midia que temos não podemos esperar nenhum tratamento diferente a qualquer assunto que envolva empoderamento político ou econômico.

Talvez seja nosso complexo de vira-lata que impeça que esse jornalismo veja um projeto brasileiro com referências acadêmicas nos mesmos sites que eles buscam as referencias às experiências estrangeiras (algumas que nem sequer ocorreram), mas obviamente as quais eles consideram mais “noticiosas” do que um experimento amplamente reconhecido.

Mas a verdade mesmo é que muita gente já sabia e experimentava faz tempo, explodiu feito merda no ventilador de vez para opinião pública com a história das eleições gerais.

https://www.brasil247.com/pt/colunistas/eduardoguimaraes/245233/Folha-diz-que-n%C3%A3o-%C3%A9-%E2%80%9Cnoticioso%E2%80%9D-62-quererem-novas-elei%C3%A7%C3%B5es.htm

Eles não só são meramente incompetentes ou imparciais. Mas descaradamente fraudulentos e antidemocráticos. E não tem vergonha nenhuma disto.

http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/245863/Estad%C3%A3o-alopra-e-pede-que-golpe-seja-mantido-contra-a-vontade-do-povo.htm

Pensando bem, melhor é ficar mesmo com a cobertura crítica e honesta que já tivemos da midia e academia de fora do que a desses veículos tão pouco insuspeitos. Entre a cruz de midia “cega” e fraudulenta e a espada de uma politica de falsificadores ideológicos e bandidos, melhor é continuar seguindo nosso caminho bem longe de todos eles.

Por isso, não tem problema. Não pedimos nem esperamos que ninguém pagasse a renda básica, também não precisamos pedir nem esperar ninguém para dizer que pagamos. Assim na falta de quem faça, nos viramos e nós mesmos nos noticiamos:

Pois é. O Brasil é referência pioneira e internacionalmente na prática e aplicação da renda básica Universal por mais que Basic Income- por mais que isso incomode frustrados e odientos.

Isto não é uma reclamação. É provocação, propaganda, e um muito obrigado.

Não me canso de agradecer a eles. Foi com eles que aprendemos que se quisermos o que é nosso por direito não podemos, nem devemos esperar nada de ninguém, temos que nos levantar, fazer e ainda por cima cantar, em verso e prosa tudo o que fizemos se não quisermos ser desaparecidos.

Obrigado. Condes da Politica, Barões da Mídia. Graças a insolidariedade e desonestidade de vocês que pautam as não-notícias e fazem a agenda “do Brasil”, aprendemos que nada é dado a quem não é filho de ninguém, tudo é conquistado: do direito ao reconhecimento. Da renda básica, ao nosso lugar no mundo.

Então taí. De Paranapiacaba no ABC Paulista pro Forum Social Mundial no Canada… pra (de novo) botar a boca no mundo. E pode crer, vamos falar de todos esses unicórnios que eles fingem que existem, não deixam quem quer saber descubra e claro, tem raiva de quem sabe e faz existir:

É nóis, véio.

É Renda Básica Universal! É Democracia Direta!

E claro, ironia fora, um obrigado de coração aos amigos de Quatinga Velho. E obrigado em nome das pessoas que ainda vão se beneficiar e muito da experiencias que vocês não só viram,mas viveram e contaram, vocês mais do que ninguém fizeram dar certo.

Like what you read? Give Marcus Brancaglione a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.