Sabe qual a diferença entre um coxinha e um mortadela? Nenhuma. Só o preço a que eles se vendem.

E aí? Cade o Fora Temer? Ou deveria perguntar logo aos ex-indignados: se acovardaram? são hipócritas? ou será que resolveram virar cúmplices, agora? ou será então que sempre foram “petralhas” travestidos de verde amarelo mesmo?

A casa dos desesperados: HAAAAAAA: Pegadinha do Temer!!! Vem fazer glu-glu! éié!

Tio, esse conto do Temer é o menos pior já ouvi um igualzinho que a esquerda contava sobre uma tal de Dilma, lembram dela, aquela que tentou colocar o Lula como ministro para fugir do Moro…

Não sei se vocês sabem mas é mentira deles que para ser de esquerda ou de direita você precisa se fingir de cego ou se jogar no poço por seus lideres, viu? Aliás você não precisa nem defender lideranças políticas para ser o que quiser, só para quem não sabe.

Mas vocês sabem disso, não sabem?

Tô falando, mas que indignação que nada, o Brasil é um pais de malandro. É malandro de direita e malandro de esquerda disputando audiência quem nem o Sergio Malandro para ver quem é o mais trouxa que cai de novo na mesma pegadinha. Aliás Sergio Malandro nada. já virou da Datena versus Sonia Abrãão mesmo. E isso seria até uma piada se não tivesse tanta gente morrendo de verdade no meio dessa sacanagem.

Depois da obstrução de Justiça de Temer em favor de Moreira Franco idêntica a de Dilma em favor de Lula, (aliás idêntica não porque até ministério o mallandro recriou para colocar o compadre) só resta uma pergunta a fazer aos indignados da direita e da esquerda não alinhada como eu: Cadê o Fora Temer? Cadê o Fora Todos? Ou o problema não é a corrupção? Mas a corrupção de esquerda e não a da direita?

Não é só os políticos de direitas que são iguais ao de esquerda, é a militância também!!! A militância da “nova direita” é igualzinha a da velha esquerda, o meus são sujos mais são mais limpinhos que os seus. O problema não é só os políticos, mas quem os sustenta.

Patético.

Você é um libertário de direita que não compactua com nem com a velha direita autoritária nem com a esquerda autoritária? Você não é libertário não é de esquerda, não é de direita e só é honesto mesmo e não quer saber de gente criminosa no poder. Então, me perdoe, esse desabafo não é contra você, mas também por você:

Que merda de nova direita não-política é essa? Que paga pau pra mesma demagogia useira e vezeira que tanto criticaram no petismo, para o mesmo conchavos disfarçado de pragmatismo político e o que é pior para a mesmos expedientes criminosos de corrupção e obstrução de justiça que tanto protestaram?

É claro que minhas perguntas são meramente retóricas. Pois assim como um petista não tinha mais como fingir que não sabia, não com honestidade, quem eram suas lideranças quando eles se aliaram a Sarney, Maluf e Cia. Vocês também sabem quem é esse governo de direita que e o que eles fazia antes durante e depois do PT. Não dá para ser tão idiota, quer dizer até dá mas não cola. Quer que eles não fizeram nada antes, é quase tão ridículo quanto achar que eles não continuam fazendo juntos e misturados conforme a necessidade e oportunidade.

Da honestidade dos políticos e militantes não-fanáticos de esquerda eu perdi todas as minhas dúvidas faz tempo, quando entraram na fase da negação e renegação dos fatos. Porém o que dizer desta que se denomina nova direita e procede exatamente da mesma forma diante de circunstancias que não há como disfarças são no mínimo idênticas, para não dizer piores? Aliás menos piores ou não? Que lixo de debate é esse quando a questão é a mesma que levou ao impedimento de um governo, e quem está no poder é parte daquele governo???

Ou será que só a Dilma tem que responder a fatídica pergunta? Você é cúmplice ou demente? Temer é cúmplice ou demente? Não. mas que Temer, que Dilma, deixemos todos nós de sermos hipócritas, está tudo explicito está tudo descarada, é pornográfico. Nós somos demente, incompetente ou cúmplice da nossa classe política criminosa? Ou somos só covardes mesmos?

É caso de psiquiátrico? De Falta de caráter e escrúpulos? Ou de covardia cronica mesmo? Será que as ditas lideranças dos movimentos sociais estão tomando ritalina, se borraram, ou viraram os novos movimentos pelegos para-governamentais? Eita metamorfose de lagarta a borboleta rápida, hein? Se era para sair do armário desse jeito não precisa nem ter tentando disfarçar.

Patético.

Que os políticos de esquerda, eram iguais aos de direita isso quem não era idiota ou vendido sabia faz tempo. Que os movimentos sociais de esquerda não eram populares nem apartidários isso se sabia há mais tempo ainda. Agora em breve questão de dias poderemos afirmar com a mesma certeza, não baseada em pressuposição ideológica, mas em fatos que a militância de direita de diferente só tem duas coisas a cor da camisa e estar no poder. É vendida e conivente, sempre disposta a fingir que olhar para o outro e se calar quando são seus padrinhos a cometer exatamente os mesmos crimes dos seus arque-inimigos. É hipócrita e covarde e interesseira.

Quanto aos três poderes não há nem mais o que dizer nada. Eles já mandaram todos seus recados. Agora quem está dizendo quem é e para que veio são as ditas lideranças de movimentos sociais “apartidários”, formadores de opinião “imparciais”, e outros tipos do gênero. São eles que estão tirando rasgando a fantasia agora e dizendo com todas as letras que não passa de condutores pagos de massas de manobras imbecilizadas para seus políticos de estimação. Uns a manobrar a direita outros esquerda. E os chefes deles, todos a confabular juntos inclusive no STF.

Estou errado? Tomara. Quem dirá não sou eu, Mas eles e não com palavras. Não com “veja bem, vocês precisam entender…”, mas com mobilização. Do contrário. Podem falar o que quiserem. Porque sabemos de uma coisa se acomodaram e sabemos bem exatamente onde.

Esta claro e evidente que cada burguês tem o governo que merecê: a burguesia de esquerda, as Dilmas e Lulas. A burguesia de direita, os Temers e FHCs. E o povo que não merecia nem um nem outro só vai se livrar deles e ter o governo para quando se levantar para derrubar e exigir sem atravessadores profissionais ou amadores seus direitos por sua própria conta. afinas já é ele que sempre paga mesmo.

Quando o povo se levantar, e passar por cima de toda essa massa de hipócritas e covardes que diferente só tem a historinha pra boi dormir e cor do time aí teremos algum futuro. Enquanto essa gente se “alternar” no poder teremos a eterna ditadura do mesmo, do passado.

Hoje está claro como dia que as burguesias de esquerda e direita não passam de capachos desses lideranças politicas mafiosas de direita e esquerda que compõe assim como as diferentes correntes dentre de um mesmo partido um mesmo esquema dentro do sistema, um mesmo grupo de interesses antagônico aos do resto da população, a plebe.

Mas quem é a plebe? É fácil de saber?

Você simpatiza ou milita por algum partido? Tem o rabo preso ou paga pau para algum politico? Você saindo um ou entrando outro muda alguma bosta na sua vida? Você recebe algum, decide alguma coisa se entra um ou sai outro, ou só fica assistindo torcendo e achando, acho que tá melhor agora, tá pior. Você tá dentro ou fora da panela? Sente a coisa esquentar de fora ou de dentro? É o dono ou é o empregado? É o cliente ou é prato? Na suruba do Brasil você coita ou é coitado? É pastor ou é fiel? É eleitor ou politico? Tem foro privilegiado ou nem tem diploma universitário?Tem dupla cidadania ou é só brasileiro mesmo? Tem conta na Suiça ou na caixa econômica mesmo? Joga na bolsa de valores ou na loteria? Faz poupança ou tem fundo? Vive de renda ou trabalha para mal se sustentar? É chefe ou é empregado? Recebe lucros e dividendos ou dividas e ameaças de cobradores? Tem subsidio fiscal ou bolsa-família? Quem te representa é sindicato ou confederação? Preciso continuar ou não?

Meu amigo se sua resposta foi 100 por cento em que é coitado e não em quem coita então você é 100 por cento povo da cabeça aos pés. Está 100 por cento fudido, roubado e alienado de seus direitos políticos e econômicos pela classe politica e atravessado burguesia canina que vive de chupar o saco dessa gente até cair os dentes.

Temos claramente três forças atuando no Brasil, duas puxando o Brasil para o a lama do passado, e uma esmagada por eles que pode e cada vez mais deve explodir a qualquer instante. Temos de um lado as velhas direita e esquerda ora lutando ora cooperando para ver quem irá mamar mais na tetas do Estado falido e do outro a plebe, o povão que sustenta esse velho regime esses velhos malditos dessa classe politica e compadres criminosos.

Colocando isto na pirâmide social temos:

Nas classes médias: o burguês de direita que prega o ódio contra o politico corrupto de direita junto com o burguês de esquerda que prega o ódio contra o politico corrupto da esquerda. Eles amam se odiar. E adoram disputar tanto o monopólio do pobre, quanto do poder, mas quem claro que só gozam com o pau dos outros só ficam com os carguinhos, empreguinhos e na torcida, quem fica mesmo com tudo são seus as classes politicas e econômicas que estão acima e cagando para a servilidade ideológico-canina deles.

Acimas das burguesias temos as classes politicas: os politico de esquerda e direita que fingem que se odeiam mas sempre estão prontos para fugir ou dividir o produto do roubo junto ou se matar se for necessário pela mesma razão, sem nenhum ressentimento pessoal, por obvio. basicamente criminosos com a pisque de criminosos com ou outro louco ou idealista perdido no meio deles que não percebeu que está cercado por capangas de luxo de mafia legalizada que é o venda e cobrança compulsória de bem comuns que não pertence a eles e serviços públicos que eles não fazem.

Acimas das classes politicas temos o mercado: O mercado esse ente misterioso e invisível, a somatória de muitas vontades competindo… vai chega de balela. O mercado é o nome da classe social que não tem nação nem princípios humanitários ou ecológico, mas tão somente econômicos e hereditários. Não acreditam em solidariedade nem mutualismo, mas só competição e de seleção natural. Gente que não precisa aparecer na revista forbes nem muito menos na revistas Caras. Gente que detém o capital suficiente para cagar e andar para o que os povos, governos burguesias querem ou não querem, que pouco se importam com o que pensam ou fazem desde que continuem se endividando e pagando o que devem sem é claro jamais terminar de pagar. Esse é negócio. Para eles não importa se o resto da humanidade, se mata ou se beija ou se vendem e comem carne humana enlatada, desde não consumam seu capital, continuem trabalhando e pagando suas contas que se danem.

Abaixo de todos eles, estão enfim portanto os que danam a plebe: a escrava politica e econômica de todas os outras classes que quando não está pagando conta para manter a classe politica ou o mercado funcionado já morreu ou está morrendo ou já morreu rezando e pagando dizimo para ver se um milagre cura a miséria que é sua vida.

Notem contudo que o segredo para que esse sistema não exploda, é que essa diferença tem que ser de grau e não de classe. Quanto mais essa desigualdade vai se extremando e configurando como polos completamente opostos. Mais a tensão social vai se aproximando do ponto de ruptura. E não por acaso sociedades com um classe média maior, isto é menos desiguais são as mais estáveis e menos vulneráveis aos discursos populistas e extremistas. Mesmo nas mais antigas democracia a solidez das instituições não é nada, onde não existe um minimo de equilíbrio politico econômico e social.
Aliás esse principio de ordem nacional é valido também para ordem internacional. Sem um mínimo de equilíbrio de forças geopolíticas e financeiras a tendência é a desintegração e os conflitos.
E como estamos num momento de crise sistêmica onde o risco seja de conflitos e guerras e ascensão de ditaduras totalitárias se tornam plausíveis, encontramos em todas as classes sociais pessoas e espectros ideológicos pessoas que se não compartilham dos mesmo princípios ou sensibilidade tem um interesse ou objetivo comum minimamente racional: preservar a paz e a liberdade. Na falta dessa dessa inteligencia e entendimento entre todos os interessados em breve teremos apenas um solução olhando agora para a ordem nacional e internacional: O levante e a resistência popular contra nossos próprios governos autoritários e vendidos e os governos autoritários de outros países que já estão avançando por hora economicamente sobre cada países em crise.
A globalização está sendo feito sem nenhuma base de proteção humanitária dos direitos mais fundamentais. Como uma espécie de nova revolução industrial, E é neste campo o que os extremistas e populistas xenofóbicos estão atuando, atendo uma demanda justa de pessoas desesperadas de forma perversa apelando para os piores instintos de sobrevivência. Estão ao invés de direcionar os conflitos para uma resistência entre os povos contra esses governos, está jogando os povos uns contra os outras para preservá-los inclusive se preciso for com mais crises humanitárias economias e zonas de guerras e intervenção militar.

Concluindo

Olhando portanto para esse retrato de imobilidade entre essas classes que se comportam na verdade como castas. E para o próprio Brasil que dentro da ordem mundial, isto é da divisão internacional do capital/trabalho, tem uma população majoritária de escravos assalariada, e uma pequena elite politico e econômica servil, ambos dentro da ordem internacional meros feitores e peão-de-obra das grandes supremacistas econômicos internacionais que não veem o Brasil mais do que um celeiro mundial, e nossa gente como animais de carga.

Olhando para essas nossas classes politicas que não passam de traficante do trabalho do nosso povo e do patrimônio nacional. Olhando para nossa burguesias imbecilizadas hipócritas e servis. Olhando para esse “mercado” que de livre não tem nada, é só o casa-mata dos supremacismo que não tem povo, nação nem humanidade. E enfim olhando para os nosso povo, e todos os povos periféricos oprimidos por governos de criminosos que os marginalizam cada dia só tenho mais e mais uma certeza: a mudança que esperamos e precisamos, o Brasil e do futuro cada vez mais depende do levante e resistência pacifico de seus povos tanto contra o egoismo cego das velhas classes politicas corruptas quanto contra o oportunismo supremacista dos neofascistas.

Uma verdadeiro levante e revolução popular. Que não deve ser confundido com as revoltas comunistas que em breve começaram a ganhar força de novo.

Uma verdadeira revolução feita não por lideres para colocar lideres de outro espectro politico autoritário no poder. Mas para tirá-los todos eles em definitivo de lá. Uma revolução não para dar continuidade aos monopólios violentos e criminosos para dar fim a eles. Para instaurar verdadeiras democracias onde cada cidadão tenha igual poder de participação econômica e politica sobre os bens públicos, liberdade absoluta sobre seus bens e vida privada e comunhão de paz. Ou seja democracia diretas como cidadania plena.
No dia em que não houver mais um brasileiro sequer que não possua capital sequer para ter uma renda básica garantida. No dia que não houver mais um único brasileiro excluído de fazer suas leis, de poder decidir quando colocar e tirar quem as escreve por ele quando ele bem entender. Aí sim teremos liberdade e democracia e consequentemente um pouco, pelo menos um pouco mais de paz e justiça.

E hoje por não termos ainda isso. E dentro da divisão internacional do capital e trabalho estarmos nos classes mais baixas corremos o sério risco de sermos engolidos em breve senão por revoltas por algo pior do que isso um novo salvador da pátria, agora no estilo Trump.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.