Só pra dizer que me importo

Você me diz que está com frio e automaticamente eu penso em como eu gostaria de te aquecer. Hoje à noite, amanhã ou quando você achar mais apropriado. Pode ser no meu cubículo de apartamento, no banco de madeira de uma praça vazia depois das 7 da noite ou enquanto esperamos o elevador chegar no térreo.

E enquanto estamos em pé no hall de entrada do meu prédio, eu te observo suspirar de cansaço. Sinto seus cílios trêmulos, seu olhar distante. Há algo de errado? Eu faço questão de te perguntar, mas você só balança a cabeça de forma negativa.

Isso não é o suficiente para mim. Se tem algo te dando nos nervos no trabalho, eu quero saber. Se você não almoçou direito, eu quero saber. Se o último filme que vimos esparramados no sofá da minha sala não te agradou, eu quero saber também. Assim, no meu pensamento, até parece fácil de ser dito, mas as palavras se enrrugam e fogem para algum esconderijo inalcançável quando tento dizer essas coisas para você. Quando tento expressar como estou me sentindo. É que eu quero mais do que apenas dividir uma lasanha congelada contigo ou te ajudar a colocar nomes nos nossos futuros bichos de estimação. Eu quero uma infinidade de coisas, e espero que você também. E quando você vira o rosto e se distrai com algo, eu admiro você. E enquanto os críticos de arte acham que Monalisa é a maior obra artística já feita, eu acho que é você.