A genitora

Eu tive um filho prematuro
 Mas esse filho que gerei
 Me deu netos também
 Essa cidade inteira nasceu de mim
 Eu tive um parto fórceps
 Eu fiz um filho com a ciência
 A tua rua
 Esse trem
 Essa gente
 A tua rua esburacada
 Esse trem abarrotado
 Essa gente condenada
 São meus descendentes
 Se eu não soube cuidar
 Se eu não soube criar
 Foi por que a mim
 Só ensinaram prender
 E eu sou filha só de pai
 Eu tive um filho com a ciência
 E naquela noite

Ela se esqueceu
Da ternura