Sujeira

A cabeça lhe doía
Porque tinha sujeira do nariz no ouvido
Sujeira no nariz
E no ouvido
Só sujeira
Em tudo
Um corpo podre
Que fede
E quando morre vira carniça

A gente fede à carniça
Tem que tomar banho
Tem chulé
Tem bafo
A gente fede
A gente não é nada
Além de um corpo podre.