3D Hubs: Imprima suas criações em 3D e ainda faça amigos.

Fonte: : https://www.3dhubs.com

Ainda é caro comprar uma impressora 3D. O preço médio, no Brasil, fica em torno de 5 mil reais. Para os gringos, o preço é mais acessível, mas ainda alto.

Talvez por isso surgiu na Holanda o 3D Hubs, plataforma de compartilhamento de impressoras 3D que permite imprimir suas criações e ainda conhecer pessoas legais.

O 3D Hubs é uma plataforma virtual de impressão 3D, na qual o interessado faz uma busca no site por donos de impressora 3D na sua região. Faz o contato e paga 15% de comissão para a plataforma. Com o objetivo de tornar mais confiável o negócio, a 3D Hubs definiu alguns critérios, como:

  • Região com mais de 10 impressoras aparecem no resultado da busca
  • Quando a região possui mais de 10 “donos” de impressora 3D, um “prefeito” é selecionado para organizar a rede e criar eventos sobre impressão 3D.
Fonte: https://gigaom.com

Quais são as possibilidades de negócio?

As possibilidades de negócio são infinitas! Tornar o produto que você tem em casa em serviço é uma grande sacada. Você pode até compartilhar a sua lavadora de roupas. Claro, se você não tiver problemas com isso, mas é uma possibilidade.

Tem plataforma parecida?

Existem negócios parecidos como o Airbnb Eng & Data, que dispensa apresentações. O que talvez muita gente não saiba é que no Brasil existe a Tem Açúcar? que funciona com o conceito de relações de confiança e se trata de uma plataforma de empréstimo e doações entre vizinhos.

O Tem Açúcar? surgiu em dezembro de 2014 e funciona assim:

Você faz uma solicitação na plataforma de algo que precise e informa se quer emprestado ou como doação. O site envia email para os cadastrado que moram na região do solicitante e, quando o vizinho responde, ocorre um chat dentro do site, onde os interessados combinam detalhes, como local, data e horário do encontro.

Assim como o 3D Hubs, o Tem Açúcar? só desbloqueia uma região para compartilhamento quando atinge um patamar de 30 cadastrados. Essa ideia incrível é da Camila Carvalho de 25 anos, carioca, que se inspirou em plataformas como o StreetBank e adaptou para a realidade brasileira, pois nesses sites não havia preocupação com segurança, o que no Brasil seria fundamental.

A nova moeda é a confiança, se bem que isso não é novo. Nossos avós pediam açúcar ao vizinho.

O comércio entre pessoas, em algum momento da história, era baseado na palavra, a qual tinha mais valor que o produto.

Iniciativas como o Tem Açúcar? e o 3D Hubs promovem relações de amizade e credibilidade entre indivíduos e nos torna mais humanos.


Esse texto é a continuação da ideia de pesquisar sobre novos modelos de negócio. Tudo começou com o texto Humble Bundle: modelo para Economia Criativa? , que ganhou grande repercussão graças ao Gustavo Tanaka, um forasteiro que encontrei nesse mundão compartilhando possibilidades de mudança.


Gostou do texto?

Se sim, recomende ou compartilhe, ajudando mais pessoas a encontrar esta história e me motivando nessa vida ingrata de escritora.

Basta clicar no botão Recommend e/ou Share logo abaixo.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Melissa Fagundes’s story.