Sacar o FGTS e dobrar o lençol de elástico. Duas coisas que dizem muito sobre o quê deveria ser simples mas não é. Mas esses são os extremos da complicação porque existe também a indecisão, que é a complicação que a gente mesmo criou.

Por quê a gente fica tão aflito sem saber o que quer no momento em que todo mundo parece saber? Sua frio. Parece que a vida depende daquilo. Mesmo que eu esteja falando sobre decidir um almoço.

É aquela sensação estranha de quê você sempre vai perder muito com uma decisão. E vai.

Ma é isso. A ideia de perder é que incomoda tanto, que fica lá nas entranhas. Uma geração que não quer perder nada, mesmo que ás vezes isso signifique ganhar.

E o que eu quero dizer com tudo isso? Nada, só tô chateada de ainda não ter conseguido sacar essa merda.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Mel Ruiz’s story.