Você sabe o que é fluxo de caixa e qual a importância disso para seu consultório?

Quando um profissional da saúde decide montar um consultório, as primeiras coisas que ele leva em consideração é o aluguel do espaço físico, a compra de equipamentos e qual a melhor forma de atrair pacientes. Pouquíssimos se lembram de que seu consultório é uma pequena empresa e que existe enorme necessidade de um cuidado adequado com as finanças do estabelecimento.

E fazer um fluxo de caixa é a maneira mais simples e adequada para saber de onde vem e para onde vai seu dinheiro. E para falar mais sobre essa prática e te contar qual a melhor forma de fazê-la em seu consultório, o post de hoje lista informações que podem ser de grande valia para o financeiro de sua empresa. Acompanhe a seguir e descubra mais!

O que é fluxo de caixa

Fluxo de caixa é o registro de toda a movimentação financeira de uma empresa em um determinado período de tempo. É o controle de quanto você ganha e do quanto você gasta em seu consultório.

O objetivo dessa prática é informar ao empresário de onde vem sua receita e para onde vai seus gastos, dessa forma ele terá total consciência de suas finanças. Sem esse controle, o dinheiro pode simplesmente desaparecer de seu poder.

Para ver como isso é possível, coloque 100 reais em notas trocadas em sua carteira e, sem anotar seus consumos, tente se lembrar onde gastou o dinheiro por uma semana. Você pode se lembrar do valor de um almoço, mas se for adepto dos cafezinhos e balinhas, vai acabar gastando e nem vai saber onde. Tomar nota de toda sua movimentação financeira irá te dar clareza para onde vai o seu dinheiro.

Como se faz um fluxo de caixa

Antigamente, o controle do caixa era feito em grandes livros dos quais se anotava tudo mão. Ainda se pode fazer desse jeito, mas é muito melhor usar a tecnologia a seu favor. Em uma busca rápida pela internet, você poderá encontrar diversas planilhas de fluxo de caixa prontas em Excel. Porém, a intensão aqui é ensinar os conceitos por trás do assunto para que você possa fazer sua própria planilha de acordo com suas necessidades, ou até mesmo adaptar alguma já existente.

Separe o dinheiro que entra do dinheiro que sai

A diferença entre o dinheiro que entra e o dinheiro que sai é chamada de Saldo. Essa é a maneira mais simples de se fazer uma contabilidade. Se a entrada é maior que a saída, temos um saldo positivo. Se a saída é maior, temos um saldo negativo. Em um consultório, o dinheiro que entra provém quase totalmente das consultas pagas pelos clientes. Já o dinheiro gasto, vai para diferentes áreas: luz, água, funcionários e fornecedores de materiais são alguns exemplos. Por ser muito simples, detalhes importantes de como o dinheiro está sendo usado acabam não são capturados.

Divida em categorias

Para saber exatamente onde está indo seu dinheiro, é necessário subdividir suas receitas e gastos em categorias. Um exemplo é dividir a receita nas categorias plano de saúde e particular, descobrindo assim qual é sua maior fonte. Os gastos podem ser categorizados como citados no item anterior, em gastos com o imóvel, funcionários, impostos etc.

Visualize as informações e faça projeções

“Uma imagem vale mais que mil palavras”. Partindo desse pressuposto, podemos ter a noção de quanto é valiosa uma imagem. Se seu fluxo de caixa for apenas números, fica mais complicado visualizar o que acontece com suas finanças. O gráfico consegue mostrar de uma maneira muito intuitiva o comportamento do seu dinheiro. Através do gráfico, os dados são apresentados de uma forma mais clara e objetiva. É possível analisar tendências, se seu saldo está aumentando ou diminuindo com o tempo, além de fazer projeções para o futuro.

As projeções não devem ser somente gráficas. Se já é sabido o valor de gastos futuros, coloque esses valores em sua planilha e faça a previsão hoje de como será o fluxo de caixa nos meses seguintes.

Registre tudo

É muito comum a atitude do “depois eu anoto”, principalmente quando se está na rua ou fazendo outras atividades ao mesmo tempo. Tudo bem deixar para depois, mas nunca deixe para o dia seguinte. Fechar o caixa diariamente é de suma importância para o controle das finanças.

Muito comum também é ignorar pequenos valores, como a compra de uma caneta por exemplo. O valor dessas pequenas contas quando somadas no final do mês, podem te surpreender. Não deixe de anotar nada. Assim, você saberá exatamente para onde vai cada gasto e onde poderá fazer cortes, além de quais setores pode-se investir mais.

O fluxo de caixa é muito importante, qualquer que seja seu negócio. Se sentir dificuldade, procure um contador, mas não deixe de fazer sua contabilidade. E caso ainda tenha dúvidas ou questionamentos sobre o tema, deixe o seu comentário e participe da conversa.

Like what you read? Give Memed a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.