Eu, com 16 anos. (Fotolog.com)

www.fotolog.com/mihkayl88_nostalgia_bye (DIRECTOR’S CUT)

Memórias, pensamentos e uma breve despedida a uma outrora rede social, avô do Instagram

DISCLAIMER: de mais de 500 fotos, ao longo dos dias adicionarei alguns textos interessantes com alguns fatos inusitados sobre este que vos escreve. Não esqueça de sempre passar por aqui. ;)

Era 2003 e os tempos eram outros. Não havia smartphones, a Apple estava bombando com o iPod, Sandy e Júnior ainda existia, Paris Hilton era a Kim Kardashian da época, Lula era presidente. Os tempos eram outros, a palavra “selfie” não existia. Mas havia um ensejo em publicar fotos, mostrar às outras pessoas as nossas vidas. E daí, nasceu o Fotolog.

Admito que o Fotolog, junto ao Orkut, era a minha rede social favorita. Conheci muita gente (algumas tenho convívio até hoje), me ajudou a me socializar com outras pessoas, me ajudou, de uma certa forma, a moldar parte da minha personalidade. E ver algumas coisas.

A primeira delas? Eu não era gordo quando adolescente. Eu até era bonito, vai (ainda sou. não mudei muita coisa)

Festa dos meus 16 anos. Ignorem o deboche. (Fotolog.com)

Eu via as fotos e fico chocado como 12 anos podem mudar as pessoas. Eu mudei muito, alguns conhecidos e ex-amigos de rua mudaram. A gente tem uma nostalgia quando revivemos algo relativamente recente. A gente relembra momentos. Momentos que quase iriam pro espaço, como foi pro Orkut, cuja conta de minha propriedade foi hackeada e NUNCA foi devolvida, junto com outra conta que abri. Era triste. Mas vou falar do Fotolog (e das minhas dificuldades de abrir, manter e postar).

E ele está morrendo. Talvez, quando você ler este artigo, o serviço tenha desativado (previsto para o dia 20 de Fevereiro de 2016). Neste exato momento, tô salvando as QUINHENTAS E CINQUENTA E TRÊS FOTOS que estavam na minha conta. A empresa responsável pelo serviço não disponibilizou um aplicativo ou serviço que fizesse esse backup (como o orkut, pelo Google). Enquanto você salva aquela sua foto da época, vem comigo!

1. FOTOLOG.COM/ORIGINS

Já me vesti como Kanye West. (Fotolog.com)

Soube pelo serviço em 2003, quando eu era do primeiro ano do Ensino Médio. O professor de Biologia estava comentando sobre um serviço novo de postagem de fotos, semelhante ao blog. O site? Fotolog.net.

E não pense que era hoje em dia, como instagram. A inclusão digital tava bem tímida, não havia smartphone, e tinha 1299 reais para comprar uma Cybershot de 3.2 megapixels (parece zoado falando assim, mas ter uma Sony Cybershot era sinônimo de status). Quem não tinha, se virava com máquina normal, scanner e boa vontade. De fazer a conta. De postar. E até mesmo de manter.

E dito e feito. Criei minha conta no dia 14 de Janeiro de 2004. Com uma foto da minha turma na época dos jogos internos da minha escola, que foi NO ANO PASSADO.

(por envolver pessoas e não haver autorização prévia delas, não irei mostrar. mas a foto é interessante, pra não dizer pitoresca. eu de rosa goiaba, no meio do pessoal. e alguns meninos querendo me bater e me ridicularizar. héteros. por isso que odeio eles.)

E dito e feito. Postei fotos escaneadas do meu aniversário, de família, e era dinheiro pra lan house, scanner, tudo pra ter uma foto legal no Fotolog e ter uma certa fama como a Marimoon, por exemplo. Só que:

  1. não sou bonito. Fotolog é imagético, e eu não era considerado bonito, ou “cool” ou coisa parecida.
  2. não era bom em postar textos legais.
  3. eu era um porre. MUITO CHATO. Nossa, acho que eu tô odiando o meu eu de 2003.

Sem falar que havia falta de foto pra postar, e fazia variáveis de montagens MUITO TOSCAS pra engabelar. É. Eu ENROLAVA pra postar foto nova. Mas juro, não tinha uma digital decente em casa. #PLEASEUNDERSTAND

Ah, já falei que, nessa época, a internet sem conexão telefônica e de alta velocidade ainda não era acessível a muitas pessoas na época? E toma conexão discada.

E havia uma época que a demanda era tão grande, que os servidores do Fotolog.net/Fotolog.com não aguentavam e você tinha de postar em determinado horário, e pra criar conta nova, se tivesse sorte? Engraçado falar assim, mas… Hoje em dia, realmente, é bem mais fácil.

Saudades calça boca de sino. (Fotolog.com)

2. AMÉM, CÂMERA DIGITAL!!!!1111

E em 2005, meu pai comprou uma máquina digital. Excelente. Era uma Fujifilm FinePix de 4 Megapixels, com zoom ótico. Ela era maravilhosa. E era mais fácil bater foto com ela com meu telefone celular. Inclusive, os telefones na época tinham entradas tão escrotas que, pra achar o cabo do meu, rodei em alguns shoppings nos lugares que eu viajava. Pois é.

Um exemplo da qualidade primorosa dos telefones celulares em 2005. (Fotolog.com)

E era uma tarefa aborrecida, porquê alguns telefones não faziam o que os smartphones (ao menos com entrada micro-usb) fazem: insira o telefone, abra o Explorer e encontre a foto. A tarefa era mais sofrida pois exigia algum software específico. E era um inferno de achar.

Com a câmera, meu trabalho foi abreviado. Dava pra postar mais fotos com rapidez, qualidade e, sobretudo, agilidade. E meu Fotolog começou a ter mais fotos.

Jà gostava de selfie com boné. Deus é mais. (Fotolog.com)

E conhecia mais gente, e adicionava o povo da escola. Cheguei até a me apaixonar por algumas pessoas que postavam na rede. E comecei a concluir que gente bonita pode ser muito cuzona. MUITO CUZONA MESMO.

Ao passo que, passando pelas fotos, vi fotos com ex-colegas de sala, a foto do terceiro ano, o momento que passei no vestibular, saídas com os amigos, mais montagens toscas, pensamentos aleatórios… É uma viagem do tempo gostosa, dolorosa, e um pouco constrangedora.

(Lembrei até de um fato maravilhoso que aconteceu comigo no ForróCaju, em 2005. No momento que eu e meus amigos estavam num Kadett. Mais uma televisão. Foi um misto de horror e comédia. E o medo de talvez nem chegar em casa no dia seguinte. Hoje em dia, não sei se compraria essa ideia)

EIS UMA DAS POUCAS FOTOS DE TERNO QUE TENHO. (Fotolog.com)

3. #desabafos #textão #música

Sim. Às vezes eu postava brinquedos. (Fotolog.com)

Eu usava meu fotolog como uma extensão de um diário. Só faltou o “querido diário” + o que fez no dia. Postava músicas que eu amava ouvir, letra de música… Não havia YouTube, então o negócio era procurar nos programas de p2p mesmo. Falava do meu dia (dias bons, dias ótimos, dias não tão ruins). Dedicava meus posts a pessoas que eu admirava em uma época e nem tenho mais contato (tem um mesmo que eu era apaixonado, e simplesmente me bloqueou por divergências ideológicas. Detalhe: é homem de classe média-alta que simplesmente teve tudo na vida. Coxinha type). É meio esquisito você ver textos de pessoas que você gostava e agora não são mais importantes na sua vida.

Entretanto, há outras que ainda mantenho amizade, apesar da distância e das mudanças de rumo. Uma amiga minha, mesmo. Ela tava até um dia desses aqui em Aracaju, e quando me dei conta… TAVA NO CONVENTO. Era um sonho que ela tinha desde mais jovem, mas não consegui me despedir dela, e muito menos desejar parabéns a ela. A vida tem suas rupturas, e às vezes não sabemos lidar.

Rolava muito desabafo também. Raiva da vida, das coisas que davam errado, da família, dos amigos… Era um tipo de desabafo que chegava a ser juvenil e inconsequente. Certamente, não tenho falta disso.

3.5. ALGUMAS FOTOS, CERTAS HISTÓRIAS

Foto por Layana Leonardo (Fotolog.com)

FERNANDO PESSOA: Essa foto possui uma história curiosa. Havia visto essa frase no fotolog, gostei e decidi postar na minha conta pessoal, dando os devidos créditos. O engraçado é que, quatro anos depois, em 2011, vi essa mesma foto no Museu da Lìngua Portuguesa na minha viagem em SP e postei tanto no álbum, quanto na capa do meu facebook. Engraçado como são as coisas né?

BOWLICHE: eis uma das poucas fotos onde tô jogando… BOLICHE! Nunca mais havia jogado, e estava com dois amigos, da época de escola. SPOILER: sou muito ruim. Nem cogitem em me chamar pra algum campeonato. Só for fun.

VESTIBULAHAHAHAHAHAHAHAHA (Fotolog.com)

MÁQUINA ZERO FAIL: Três observações interessantes sobre essa foto: 1) o cabelo!!!! Remete a um antigo diretor da escola onde eu estudava; 2) LIFE IS A PARTY. Já preveria o que me aguardava nos próximos nove anos. 3) pqp, o povo não sabe usar uma lâmina direito!

Quadros de um artista de rua no Pelourinho (Fotolog.com)
Quadros de um artista de rua no Pelourinho (Fotolog.com)

TRUE COLORS: Esses quadros são o quadro do que é a Bahia: cheia de cores, com forte influência africana. Bahia essa que a gente às vezes não vejo quando vou para Salvador, infelizmente. Mas são quadros com um impacto visual TÃO absurdo que hoje, eu olho e fico impressionado com as cores. Queria ter levado alguns quadros. Inclusive, quem souber o autor destas obras, peça para me procurar que coloco o nome do artista. ;)

eeeeeeerrrr. (Fotolog.com)

PRINT: Desconsidere que eu usava Windows XP. Que Apple era o futuro. Que tinha 666 MÚSICAS. A zoera com o excesso de Photoshop na capa de The Sweet Escape, segundo álbum de Gwen Stefani. Realmente… Eu era uma pessoa meio retardada.

É. Eu tentava ser modelo. (Fotolog.com)

EDIÇÃO DE FOTOS: Era uma mais cabulosa que a outra. Mais problemática que a outra. Mais mal feita que a outra. Hoje em dia tem os filtros no “insta”, mas olhando assim… como é que consegui essa pele reluzente de menino moço? :O

(pensando na merda que é a vida)(Fotolog.com)

PETISTA!!!! Que excelente photobomb, amigos.

4. Palavras finais?

ERRRRRR. (Fotolog.com)

Pois é, Fotolog. Você me ensinou a me socializar, conhecer um mundo novo, me cegar um pouco, estreitar mais os laços.

Você me ensinou, a duras penas, a como NÃO tirar fotos. A me mostrar que hoje em dia cresci e MUITO. Hoje em dia tô muito diferente do rapaz que tinha 16 anos e abriu seu Fotolog.

Mais de 12 anos se passaram, e você tá indo. Por mais que eu tenha outras fontes de distração, saiba que você foi importante e, acima de tudo, me ensinou a gostar de fotografia.

Foi uma viagem gostosa, mas tudo tem um final. E chegou a sua vez.

Ainda tô salvando muita coisa. Tô jogando tudo no Dropbox e Flickr todas as fotos possíveis. MAS DEVERIA TER ACHADO ALGUMA FERRAMENTA DE BACKUP, PQ OLHA. SALVAR FOTO POR FOTO TÁ FODA.

É isso, Fotolog. Obrigado por tudo.

www.fotolog.com/mihkayl88 (2004–2016)
One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.