ela

mãe natureza, da áfrica e jesus.

a fêmea, a deusa, a eva na cruz.

era miss, a virgem vagina…bonita…uma menina e moça.

dona dama, a noiva, donzela e madame…

…senhora, senhorita, sinhá, uma esposa…

…a gestante, madre, madrinha e aí, amante.

ela era rainha, condessa, princesa e filha da puta!

aquela bruxa, rameira, a maria prostituta!

a mina burguesa, agora grávida E camponesa, criada de duquesa.

a rapariga faminta, doméstica e viúva,

mãe de útero e vulva.

escrava do período e menstruações sem conteúdo.

feminina do salto alto, do soutien e absorvente.

a periguete do fio dental, aborto e pílula do dia seguinte.

a patroa, doutora, a magnata e presidente.

a feminista na moda da internet.

a mãe negligente.

a ativista lésbica, sapatão e machista

que cospe no chão que conquista.

e o homem lá, se tornando mulher.

é eva na cruz, aquela bruxa serpente que seduz,

menos a jesus.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Mia Quadros’s story.