Fragmento para se esquecer o que nunca se lembrou de fato

Um dia te reencontrei vestido de Peixes. Montado num sorriso, manso. E você veio me falar sobre mim, e releu todos os 38 emails que enviei com títulos numéricos. Eu sei do meu orgulho. Da neura astrológica. Porque quando enfim você liberou seu horário de nascimento e eu descobri sua ascendência em Libra eu dei no pé, vazei, fugi, corri, aparatei. Não dá, não rola. E passei a ler Clarice, me esconder para desacreditar. Passei a buscar no seu mapa astral um planeta qualquer que te equilibrasse na minha vida, busquei sol onde não tinha e lua onde nem existia. E acabou no que deu. As pernas se cruzaram, se contorceram num reajuste físico, químico e espiritual antes mesmo de eu calcular os desgastes. Então aconteceu. Eu mudei seu aniversário. Agora você é Sagitário com ascendente em Câncer. Fato esse sobre a sua vida que você nem sabe. Nem sonha. Nem eu. Mas é melhor manter assim. Pelo menos pelos últimos minutos que antecedem as próximas horas.

Like what you read? Give Michelle S a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.