Mais amor, por favor!

Eu tô aqui lendo tudo que tão falando de feminismo e machismo. Só tô achando bizarro a quantidade de pessoas que conheço que compactuam com ideias tão esdrúxulas.

Gente, repete comigo: feminismo prega a IGUALDADE de gêneros. Estenderam agora?

Eu, mulher, quero apenas ter direito sobre meu corpo e poder andar na rua com a roupa que eu quiser, andar de ônibus sem um cara querer se esfregar em mim. Será que é tão difícil isso? Homens já fazem isso, porque eu não posso?

Quem me conhece sabe que não uso roupas curtas, nem decotes e mesmo assim sempre escuto todo o tipo de porcaria na rua. Não, eu não gosto! Me sinto suja e horrível quando tenho que ouvir da boca de um ser que eu nunca vi que ele “quer me chupar toda”. Aí eu comecei a xingar eles na rua e mandar tomar naquele lugar e ainda tenho que ouvir depois “Vadia! Sua vagabunda!”. Perae, pra eu ser vadia ou vagabunda eu não tinha que te dar moral? Qual essa inversão agora?

Pra quem não sabe: tem caso de uma jornalista que saiu com a calça suja de esperma de um cara que “não se aguentou” no metrô, tem amiga que pegou ônibus com O FILHO e foi obrigada a ver um cara se masturbando DENTRO do ônibus. Tem menina que no ponto de ônibus saiu correndo porque o cara que estava do lado dela abaixa a calça e mostra “o documento” pra ela. Tem homem que coloca a mão por baixo da roupa de mulher nos transportes públicos. Sério que tem um monte de homem e mulher achando que isso é NORMAL? Que é frescura?

O mundo está entrando em uma onda de barbárie. Na política ficam os azuis X os vermelhos e no final das contas eles, tudo farinha do mesmo saco, se beneficiam com toda essa “guerra civil” que acontece. No final ninguém quer o bem do povo, querem só o bem deles mesmos e ao invés das pessoas se unirem por uma causa única, ficam brigando entre si. O mesmo acontece agora nessa babaquice homens versus mulheres, nos hétero versos homo. Faça sua parte, seja você mesmo e deixe os outros serem quem quiserem ser, todo mundo fica feliz assim.

Eu quero amor, empatia, respeito e possibilidades de ser o que eu quiser. Será que é tão difícil as pessoas se unirem por uma causa? Será que é tão difícil ter mais amor no mundo?

Pode parecer besteira fazer mais um textão, mais um no meio de tanta coisa que passa por aqui, mas a gente tem que colocar pra fora o que nos incomoda. Posso ser uma pessoa ingênua demais por achar que o mundo tem salvação e que um dia vamos estar todos bem, mas o que seria da vida sem um pouco de utopia?

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.