Cuidado!

O que estarão a fazer os outros 7 biliões de humanos no mundo neste exacto momento.

O que estás a fazer tu?

Eu estou a escrever…

E tu que estás a ler isto… neste momento estás a ler isto.

Mas o que estão a fazer os outros?

É uma pergunta parva, e sem sentido…mas às vezes penso nela. O que estará a fazer o Obama agora? Ou o Antonio Costa? Ou outra personalidade qualquer? Ou o que estará a fazer a Maria? Toda a gente pelo menos em Portugal conhece uma Maria.

É uma pergunta sem sentido e sem resposta.

O que eu gosto de pensar também é o que as pessoas estão a precisar? O que seria bom construir ou criar para que as pessoas vivam melhor? Fiz esse teste à pouco tempo e perguntei o que as pessoas estavam a precisar, a maioria depois de algum exercício, e talvez pela amostra que tive responderam dinheiro. Todos nós precisamos de dinheiro.

E quem me conhece sabe que tenho um certo amor/ódio ao dinheiro. É um bem necessário para a sobrevivência… e como isso é errado. Como é que construímos uma sociedade em que o bem mais precioso é o dinheiro? Que raio de sociedade pensa que ter dinheiro é o mais necessário? Algo está muito errado com este pensamento…

Pensei em criar o primeiro banco unicamente de dinheiro virtual que em vez de guardar dinheiro das pessoas dava dinheiro as pessoas (já estive mais longe de conseguir fazer isto, falta só um bocadinho assim :).

Quem está perto de mim, já me ouviu dizer que acredito que nos próximos anos (ainda muitos anos, não se preocupem) o dinheiro físico vai desaparecer… é uma previsão minha, acho que não muito longe da verdade, mas o melhor de uma previsão é que pode estar completamente errada, é só uma previsão.

Mas caso isso se torne verdade vamos enfrentar sérios problemas no mundo. E já não é mentira, já toda a gente sabe que o dinheiro é mais virtual do que real, já não existe o dinheiro físico existente nas contas bancárias. E isso é algo que me deixa a pensar como será o futuro. Em que será necessário ter acesso à internet ou a algum meio digital para se ter dinheiro. Vamos aumentar exponencialmente a pobreza no mundo para onde estamos a caminhar. Só um aviso.

E por isso queria ser eu a criar o primeiro banco exclusivamente online para poder ter em conta as pessoas que não tem acesso a meios digitais.

Já fiz algumas coisas nesse sentido, mas ainda falta uns anos para isso se tornar viável.

E já para não falar que os meios financeiros vão aos arames com esta revolução digital. Estejam preparados porque amanhã podem não ter o estatuto que têm.

E já agora, os bancos, não percebo como é que o único negócio do mundo em que vamos lá e entregamos todo o nosso dinheiro e ainda nos cobram por isso dá prejuízo. É o prejuízo mais ridículo que alguma vez vi. Não faz sentido que o único negócio que fica com o dinheiro todo dá prejuízo. Se alguém me conseguir explicar faria-me um grande favor.

Obrigado

Miguel Novais